Luciano Périco: a Dupla vai encarar o Gre-Nal do medo - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Rivalidade 22/09/2020 | 08h00Atualizada em 22/09/2020 | 08h00

Luciano Périco: a Dupla vai encarar o Gre-Nal do medo

Resultado do clássico 427 pode ter fortes efeitos para a sequência da temporada de Inter e Grêmio

Luciano Périco: a Dupla vai encarar o Gre-Nal do medo Mateus Bruxel/Agencia RBS
Renato Portaluppi e Eduardo Coudet voltam a se encontrar pela Libertadores Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Não estão em jogo apenas os três pontos da partida válida pelo grupo E da Libertadores. Uma vitória para o Inter significaria um encaminhamento definitivo da classificação para as oitavas de final do torneio continental. Já um triunfo do Grêmio, deixaria a equipe com a mesma pontuação do rival, ambos na liderança com sete pontos, embolando a chave. O segundo Gre-Nal da América têm muitos outros ingredientes envolvidos. Mais do que buscar um resultado positivo, o grande temor de Inter e Grêmio é perder o clássico. O medo da derrota atormenta os dois. Significaria um aumento da pressão.

Um dado pesa demais pelo lado colorado. Eduardo Coudet ainda não venceu Gre-Nal. A estatística aponta três derrotas e um empate. Nos bastidores do Beira-Rio, se comenta que chegou a hora de bater o Tricolor em 2020. O próprio treinador argentino já externou que o fato de não ter vencido o maior adversário incomoda bastante. O Colorado precisa ainda confirmar o desempenho que o colocou na briga pela liderança do Brasileiro. A queda de desempenho nos últimos jogos preocupam. Além disso, para o Inter, vencer significaria jogar mais gasolina na crise técnica vivida pelo Grêmio.

Leia mais
Desenho Tático: a pista dada por Renato para o Gre-Nal 427
Desenho Tático: a novidade de Coudet para buscar sua primeira vitória em Gre-Nal
Gre-Nal 427 será o duelo do melhor ataque contra a melhor defesa do Grupo E da Libertadores

Pelo lado gremista, Renato Portaluppi tentará manter uma invencibilidade de nove clássicos. Por ser um confronto fora de casa e tendo duas partidas contra chilenos e colombianos na Arena para decidir a classificação na Libertadores, um empate não é mau resultado. Mas vencendo o quarto Gre-Nal na temporada, aliviaria a turbulência e empurraria todas as dúvidas para as bandas da casa colorada. O momento atual do Grêmio é de incertezas. A equipe não consegue apresentar nesta temporada o futebol de qualidade que patrolava os adversários.

Como nunca, os dois treinadores farão muito mistério. Com lesões e suspensões, Coudet e Renato terão um arsenal de possibilidades para escalar as equipes. Com os treinos fechados e poucas informações circulando, fica difícil saber exatamente quem estará em campo na quarta-feira (23). Olhando o panorama que temos à disposição, aposto que os dois treinadores vão rechear o meio-campo. 

Sem Edenilson, é grande a possibilidade do técnico argentino voltar a uma formatação próxima daquela que iniciou a temporada, tendo Musto e Lindoso para dar mais sustentação ao setor de marcação do Inter. O Grêmio já deu mostras da volta dos três volantes contra o Palmeiras. Cresce a possibilidade de Renato começar o jogo com Lucas Silva, Darlan e Matheus Henrique. Vejo cautela e respeito de parte a parte. Uma derrota no Gre-Nal pode trazer consequências pesadas para sequência. O medo de perder é grande!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros