Luciano Périco: é perda de tempo falar em favoritismo no Gre-Nal - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Imprevisível23/01/2021 | 10h00Atualizada em 23/01/2021 | 10h00

Luciano Périco: é perda de tempo falar em favoritismo no Gre-Nal

Clássico 429 será disputado domingo, às 16h, no Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão

Luciano Périco: é perda de tempo falar em favoritismo no Gre-Nal Mateus Bruxel/Agencia RBS
Vários tabus estarão em jogo no duelo de Inter e Grêmio Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Começo a análise com algo que tudo mundo concorda. Futebol é momento. Mas nada é definitivo. Não gosto dessa história de favoritismo em Gre-Nal. É apenas um mero chute. 50% de chance de acertar. Inúmeras vezes na história, times apontados como favoritos foram batidos em clássicos. Muitas valências e tabus estão em jogo no duelo do fim de semana.

Coletivamente, o campo tem mostrado que o Inter está melhor do que o time do Grêmio. Claro que a atuação colorada contra o São Paulo é muito impactante. Aumenta essa impressão de superioridade momentânea. Goleada construída com intensidade, entrega e marcação forte. Mérito todo de Abel Braga, que colocou uma formatação ajustada e eficiente no Morumbi.

Mas o 5 a 1, ainda mais construído fora de casa, é algo fora da curva na campanha do Colorado. Muitos resultados positivos vieram com atuações medianas. E isso pouco importa. Os três pontos na conta são o que realmente interessa no Brasileirão. Aponto, sem medo, que o Colorado chega ao Gre-Nal em uma condição melhor.

Leia mais
Cinco motivos para acreditar na vitória do Grêmio no Gre-Nal 429
Cinco motivos para acreditar na vitória do Inter no Gre-Nal 429
O fato que pode representar uma "vacina" para o árbitro do Gre-Nal 429

Na avaliação geral, o Grêmio tem um grupo com mais opções. Por mais que Renato Portaluppi tenha um discurso externo, de que o Tricolor está em excelente fase, o desempenho atual confirma que a equipe gremista não vem realizando bons jogos. Algumas individualidades como Jean Pyerre e Pepê, estão rendendo abaixo do normal. Isso acaba minando o coletivo.

Fora a questão das atuações recentes, o Gre-Nal do domingo (24) têm alguns tabus interessantes na berlinda. O Grêmio não perde há onze clássicos. A marca pode ser um peso psicológico para os colorados. Por outro lado, o Inter vem de uma sequência de sete vitórias seguidas no Brasileirão. Por outro lado, na competição nacional, o Tricolor possui uma invencibilidade de 16 partidas. Mas não venceu nenhuma das equipes do G6. Qualquer resultado vai interferir em alguma marca. Além de tudo, será o primeiro encontro em Gre-Nais entre Abel Braga e Renato Portaluppi, os técnicos que estarão na história como os que mais treinaram as equipes. Por tudo o que representam, é certeza que ambos serão os grandes personagens do Gre-Nal. Apostar quem vai levar a melhor, é exercício de futurologia. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros