Luciano Périco: Grêmio não conseguiu parar o Inter embalado rumo ao título - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Clássico emocionante25/01/2021 | 08h02

Luciano Périco: Grêmio não conseguiu parar o Inter embalado rumo ao título

Colorado virou o placar para 2 a 1 no final da partida

Luciano Périco: Grêmio não conseguiu parar o Inter embalado rumo ao título Félix Zucco / Agencia RBS/Agencia RBS
Grêmio vencia a partida até os 44 minutos da etapa final Foto: Félix Zucco / Agencia RBS / Agencia RBS

Quando demonstra equilíbrio, por mais óbvio que isso possa parecer, um Gre-Nal só termina quando o árbitro apita o final da partida. Mais uma vez, a tese foi confirmada. O Grêmio tinha a vantagem até os 44 minutos do segundo tempo. Parecia que o time de Renato Portaluppi aumentaria a invencibilidade para 12 clássicos e atrapalharia a vida do líder do Brasileirão

Mas o Inter nunca desistiu! Após um vacilo na marcação da defesa gremista, Abel Hernández, livre, conseguiu empatar a partida. E a virada veio nos acréscimos, no embalo, quando tudo se encaminhava para a igualdade, que até seria o resultado mais justo pelo o que as duas equipes produziram. Tudo aconteceu com um pênalti marcado a favor do Inter, com a bola batendo no braço de Kannemann - segundo o árbitro Luiz Flávio de Oliveira - e cobrança perfeita de Edenilson, tirando Vanderlei da foto. 

Leia mais
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Grêmio na derrota no Gre-Nal 429
Cotação GZH: veja as notas dos jogadores do Inter na vitória sobre o Grêmio
Inter vira nos acréscimos e vence o Gre-Nal 429 pelo Brasileirão

A primeira etapa apresentou um domínio do Inter. As chances de abrir o marcador foram todas coloradas. Defesa de Vanderlei em chute de Praxedes e bola raspando no travessão, após conclusão de Yuri Alberto dentro da área. O Grêmio não ameaçou a meta de Marcelo Lomba. A nota negativa foi a lesão no tornozelo esquerdo de Geromel. O capitão teve que ser substituído por Rodrigues. Problema para a sequência da temporada. 

No segundo tempo, o quadro se inverteu a partir dos 15 minutos. No início, a primeira chance foi do Colorado com Peglow. Na sequência, Abelão sacou o guri para a entrada de Maurício. Não deu bom resultado. O Tricolor começou a tomar conta da partida. Surgiram duas ótimas chances com Diego Souza de abrir o marcador. Aos 27 minutos, as entradas de Maicon e Ferreira mantiveram a supremacia da equipe gremista. O 1 a 0 saiu com contra-ataque puxado por Diogo Barbosa, servindo Diego Souza, que pifou Jean Pyerre empurra para as redes. Parecia que o time de Renato Portaluppi manteria a invencibilidade de 11 clássicos. Mas o Inter não desistiu! 

Mais tarde, Abel Braga colocou Abel Hernández e Marcos Guilherme. E foi o atacante uruguaio iniciou a reação colorada. Vale destacar a atuação de Edenilson pelo lado colorado. No Grêmio, gostei do desempenho de Diogo Barbosa.

A virada nos acréscimos é a prova definitiva de que o Inter é o mais forte candidato ao título do Brasileirão. O caminho está aberto. A rodada foi perfeita recaímos para os colorados. São Paulo, Flamengo, Atlético-MG e Palmeiras tropeçaram feio. Na coletiva, de cabeça quente, reclamando muito da arbitragem, Renato Portaluppi falou que o clube pode botar o time de transição na reta final do Brasileirão. Mas o treinador gremista não pode esquecer a importância das últimas rodadas para o Grêmio de garantir uma vaga direta na Libertadores, sem depender do título da Copa do Brasil. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros