Lelê Bortholacci: a correta postura do Inter no assunto Daniel Alves - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão colorada22/09/2021 | 09h00Atualizada em 22/09/2021 | 09h00

Lelê Bortholacci: a correta postura do Inter no assunto Daniel Alves

O simples fato de estarmos nessa concorrência mostra que há condições de agregar mais qualidade ao grupo

Lelê Bortholacci: a correta postura do Inter no assunto Daniel Alves Lucas Figueiredo / CBF/Divulgação/CBF/Divulgação
Se vai dar certo ou não, eu não sei. Mas ver o Inter no páreo me agrada muito como torcedor Foto: Lucas Figueiredo / CBF/Divulgação / CBF/Divulgação
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

Exemplar a postura da diretoria colorada no caso Daniel Alves. Mesmo que a negociação não se concretize — até o momento que escrevo este texto, não há nada de oficial —, mas existindo qualquer possibilidade que não comprometa o planejamento financeiro, é dever de um clube campeão do mundo estar nesta disputa. 

Desde a época da eleição do ano passado, o presidente eleito Alessandro Barcellos falava em austeridade financeira e as atitudes tomadas desde a posse comprovam que o caminho está sendo seguido exatamente como o prometido. A diminuição da folha salarial do departamento de futebol foi apenas uma das diversas medidas tomadas para que o clube não entrasse num caminho irreversível de dívidas impagáveis. 

Simultaneamente, a equipe se mantém competitiva e isso é o que mais importa para o torcedor. Com as finanças sob controle, porque não agregar mais qualidade com um craque como Daniel Alves? 

Leia mais
Cotado no Inter, Daniel Alves cita Chapolin Colorado em postagem enigmática: "Sigam-me os bons"
Inter descarta "loucuras" e faz planejamento para pagar o salário de Daniel Alves
Confira todos os títulos de Daniel Alves, maior campeão na história do futebol

Sabemos que a concorrência, neste caso, é pesada e que, se o jogador pensar "apenas" pela questão financeira, dificilmente virá para o Beira-Rio. Mas o simples fato de estarmos nessa concorrência mostra que há condições de agregar mais qualidade ao grupo, sempre que oportunidades como esta surgirem. 

Ainda mais quando estamos falando do jogador mais vitorioso da história do futebol, que se mantém em plena forma física aos 38 anos e que seria titular em qualquer clube do continente. Se vai dar certo ou não, eu não sei. Mas ver o Inter no páreo me agrada muito como torcedor.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros