Gustavo Manhago: a cereja de um "bolo azedo" para o Inter em 2021 - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Derrota para o Atlético-GO06/12/2021 | 22h05

Gustavo Manhago: a cereja de um "bolo azedo" para o Inter em 2021

A 12ª colocação no Brasileirão deixa o colorado virtualmente fora da próxima Libertadores

Gustavo Manhago: a cereja de um "bolo azedo" para o Inter em 2021 André Ávila / Agencia RBS/Agencia RBS
O torcedor colorado sabe o diagnóstico Foto: André Ávila / Agencia RBS / Agencia RBS

Perder em casa para o Atlético-GO foi a coroação de uma temporada pífia do Inter. Um time sem "sangue" que perdeu o Gauchão, foi eliminado pelo Vitória na Copa do Brasil e por Olimpia na Libertadores. Derrotas em pleno Beira-Rio. 

Confira a classificação do Brasileirão 

A 12ª colocação no Brasileirão deixa o colorado virtualmente fora da próxima Libertadores, num ano em que oito times conseguiram vaga. Uma vergonha. Mas o torcedor colorado sabe o diagnóstico. Não é só o comando fora de campo, liderado por Diego Aguirre. 

Leia mais
Inter leva virada do Atlético-GO e se complica na briga por vaga na Libertadores
FOTO: D'Alessandro assiste ao jogo do Inter no Beira-Rio

As vaias antes da bola rolar, para Moisés, Dourado, Lindoso e Patrick, quando o sistema de som do estádio anunciou a escalação, deram um recado claro à direção: se grande parte do grupo for mantida em 2022, as taças seguirão ficando distantes. Já são cinco anos sem ganhar sequer um Gauchão. Onze temporadas do último título relevante, a Recopa Sul-Americana. E, com a conquista do Galo, o maior jejum de um grande clube do país pelo Brasileirão agora é do Inter: 42 anos.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros