José Augusto Barros: é hora de deixar Douglas Costa trabalhar - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Tricolor13/01/2022 | 09h00Atualizada em 13/01/2022 | 09h00

José Augusto Barros: é hora de deixar Douglas Costa trabalhar

O camisa 10 pediu desculpas para a torcida e prometeu levar o Grêmio de volta para a Série A

José Augusto Barros: é hora de deixar Douglas Costa trabalhar Jéssica Maldonado / Grêmio,Divulgação/Grêmio,Divulgação
É hora de Douglas Costa "provar seu arrependimento" em campo, e de deixarmos a usina de polêmicas que ele e o clube se envolveram nos últimos tempos Foto: Jéssica Maldonado / Grêmio,Divulgação / Grêmio,Divulgação

Desde a manifestação de Douglas Costa que pediu desculpas para a torcida, se disse gremista de coração, prometeu não jogar por outro clube no país, e ainda levar o Grêmio de volta para a Série A, e para os títulos — fiquei observando reações de torcedores, passionais, claro, e de colegas da imprensa, em teoria, mais profissionais. 

Claro, notei comentários até engraçados de torcedores, em tom de brincadeira, elogiando os argumentos do atleta, com frases do tipo: "por isso que se casa todo dia, com meia dúzia de palavras me reconquistou, imagina com a patroa", fazendo alusão aos vários eventos de casamento que o meia vem promovendo, ou pretende ainda promover. De parte da imprensa, notei que segue uma má vontade com ele, questionando quem escreveu aquela nota, se ele está realmente arrependido e por aí vai.

Não questiono as críticas dos colegas, pois também sou jornalista. Só acho que, se ele pediu desculpas e o Grêmio, aparentemente, pretende seguir com ele, é página virada. É hora de Douglas Costa "provar seu arrependimento" em campo, e de deixarmos a usina de polêmicas que ele e o clube se envolveram nos últimos tempos.

Leia mais
Douglas Costa afirma que permanecerá no Grêmio em 2022 e pede desculpas à torcida: "Darei o melhor de mim"
Grêmio faz contraproposta para vender Fernando Henrique para o Al Ain
Grêmio prepara trabalhos físicos especiais para Geromel, Benítez e Diego Souza

Quando ele veio para o Grêmio, ninguém questionou o investimento feito, até porque Douglas veio de mercados de alto nível, diferentes de outros jogadores, que vem da Rússia ou da Ucrânia, por exemplo. Não esperávamos, jamais, o rebaixamento tendo um jogador desse nível. Página virada. Que possamos dar tempo para que ele desempenhe seu melhor futebol em 2022 que, certamente, sobrará na Série B e nos levará de volta para a Série A. Depois, cobramos. Agora, é hora de deixar o cara trabalhar.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros