Lelê Bortholacci: a pior dupla falta de Djokovic - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Paixão Colorada15/01/2022 | 09h00Atualizada em 15/01/2022 | 09h00

Lelê Bortholacci: a pior dupla falta de Djokovic

É uma pena que um ídolo mundial tenha essa postura

Lelê Bortholacci: a pior dupla falta de Djokovic OSCAR DEL POZO / AFP/AFP
O episódio envolvendo o tenista n° 1 do mundo dá uma dimensão exata da loucura que vivemos em tempos de política e pandemia misturadas Foto: OSCAR DEL POZO / AFP / AFP
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

O episódio envolvendo o tenista n° 1 do mundo dá uma dimensão exata da loucura que vivemos em tempos de política e pandemia misturadas. É inacreditável que um cidadão —seja ele quem for — alegue que pela sua "liberdade individual" possa passar por cima das leis de um país. E o país em questão ainda é a Austrália, um dos que mais soube controlar a pandemia, principalmente nos seus piores momentos. 

Ora, se as regras do torneio — e do país — exigem que os competidores estejam vacinados, não há o que se discutir. Mas Novak Djokovic — que em outra época da pandemia já havia ignorado o que estava acontecendo, realizando um torneio alternativo, no qual várias pessoas se contaminaram — erra novamente. E, como se não bastasse o equívoco sanitário, ele ainda mentiu no preenchimento de dados ao entrar no país.

Uma pena que um ídolo mundial, com toda a força que exerce perante um imenso público consumidor de um esporte, que sempre prioriza o cumprimento das suas regras, tenha essa postura. É a pior dupla falta de sua vitoriosa carreira.

Leia mais
Presidente da Sérvia acusa primeiro-ministro australiano de "maltratar" Djokovic
Da detenção à perda da liderança do ranking: o que pode acontecer com Djokovic
Austrália diz que Djokovic será detido após visto cancelado

Hoje tem a gurizada colorada na Copinha

A gurizada colorada joga pela Copa São Paulo neste sábado, às 15h. Boa oportunidade para torcida já ir se ambientando com nomes que deverão aparecer com frequência no time principal em 2022. Se há pouca grana para contratar, a base é o caminho. E tem muito guri bom ali. Olho neles.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros