Luciano Périco: Gauchão promete emoção e equilíbrio entre a turma do Interior - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Acirrado17/01/2022 | 07h00Atualizada em 17/01/2022 | 08h06

Luciano Périco: Gauchão promete emoção e equilíbrio entre a turma do Interior

Competição estadual começa no próximo dia 26 e vai até 2 de abril

Luciano Périco: Gauchão promete emoção e equilíbrio entre a turma do Interior (Divulgação / FGF) / ResourceSpace/ResourceSpace
Qual é a real ambição de cada time do interior no Gauchão, que começa dia 26? Foto: (Divulgação / FGF) / ResourceSpace / ResourceSpace

Qual é a real ambição de cada time do Interior no Gauchão, que começa dia 26? Façam suas apostas. Claro que a dupla Gre-Nal entra como favorita. Ambos estarão com sangue nos olhos para ficar com a taça. 

O Grêmio quer ampliar a hegemonia para cinco anos. E o Inter precisa voltar a conquistar títulos. Já os outros dez times podem ser divididos em dois grupos. Os que brigam para chegar longe e a turma que vai brigar para escapar do rebaixamento. 

Sob a batuta de Jair Ventura, que manteve o clube na Série A do Brasileirão, o Juventude surge como o principal postulante, que pode estragar a festa dos times da capital. Perdeu alguns talentos de 2021, como Castilho e Vitor Mendes, mas larga de boa base e conseguiu trazer peças de reposição. 

Leia mais
Guia do Gauchão 2022: conheça o Juventude, atual campeão do Interior
Guia do Gauchão 2022: conheça o Caxias, semifinalista no ano passado, mas que chega com grupo reformulado
Guia do Gauchão 2022: conheça o Aimoré, que manteve a base do time semifinalista da Copa FGF

Depois de mais bater na trave a subida para a Série B, o Ypiranga agora mira chegar na semifinal. A aposta otimista é do presidente Adilson Stankiewicz. 

O Brasil, rebaixado para a C do Brasileirão, teve o grupo reformulado. Quer apagar a má campanha. Em termos de estrutura, o clube avança. Uma nova etapa do novo Bento Freitas deve ser entregue no jogo contra o Grêmio. 

O Caxias corre por fora com a sua tradição. Na reestruturação da gestão, terá no futebol Renan Mobarack, de boa passagem no Ypiranga, e Rogério Zimmermann na casamata. 

Como sempre, os novatos União e Guarany-Ba desejam a permanência. Os competentes Daniel da Costa Franco e Badico seguem os trabalhos. Com a volta de um velho conhecido, Paulo Henrique Marques, não cair é o grande objetivo do São Luiz. 

Já os três times da região metropolitana pensam em ficar longe da queda. Comandado por Rafael Lacerda, o Aimoré chega depois de ser semifinalista da Copinha. No São José, do técnico Pingo, sinal de alerta. Levou 3 a 0 do Brasil em amistoso no sábado. E o Novo Hamburgo espera que Fabiano Daitx repita o trabalho marcante no Avenida. O Gauchão será de peleias com muita emoção e igualdade para os times do Interior.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros