Luciano Périco: a derrota do Inter no Chile não foi injusta - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

 Vida complicada29/06/2022 | 08h00Atualizada em 29/06/2022 | 08h00

Luciano Périco: a derrota do Inter no Chile não foi injusta

Com desfalques, o Colorado jogou muito pouco e levou 2 a 0 do Colo-Colo na Sul-Americana

Luciano Périco: a derrota do Inter no Chile não foi injusta JAVIER TORRES / AFP/AFP
Atuação em Santiago foi ruim Foto: JAVIER TORRES / AFP / AFP

A primeira chance do jogo em Santiago foi do Inter. Bola na trave de Pedro Henrique. Na velha regra do “quem não faz, leva”, o castigo veio logo na sequência quando o Colo-Colo saiu na frente. Heitor acabou não afastou a bola e Lucero venceu Daniel. No intervalo, Moledo foi colocado por Mano Menezes na zaga, deslocando Mercado para o flanco. O camisa 4 foi batido no segundo gol chileno marcado por Solari.

No geral, não foi uma boa atuação colorada. Muito abaixo em relação a outras partidas recentes. Talvez um efeito dos desfalques importantes e de peças que não renderam bem. 

Leia mais
Vini Moura: diante do Colo-Colo, faltou ao Inter força física, técnica e concentração 
Após empréstimo, Thiago Galhardo afirma que não quer ficar no Inter: "Não é um desejo meu"
Cotação GZH: confira as notas dos jogadores do Inter na derrota para o Colo-Colo

A situação complicou demais para o Colorado com o 2 a 0. Quase no final, Estêvão ainda descontou. Mas o VAR chamou o árbitro Patricio Loustau. A anulação ocorreu com a justificativa de que a bola havia batido na mão de Edenilson na origem do lance. 

Agora para chegar nos pênaltis tem que fazer a mesma diferença no marcador. Já para passar nos 90 minutos, o Inter terá que fazer três de vantagem. Complicou demais! 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros