Cidade de Deus é o quarto melhor filme da América Latina na década - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

02/12/2009 | 17h37

Cidade de Deus é o quarto melhor filme da América Latina na década

Enquete foi realizada pela organização Cinema Tropical, de Nova York

Cidade de Deus é o quarto melhor filme da América Latina na década Lumiere, Divulgação  /
Filme do diretor Fernando Meirelles também está entre os 100 melhores da década, segundo o The Times Foto: Lumiere, Divulgação
O filme Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, foi escolhido como o quarto melhor filme latino-americano da década, segundo uma enquete realizada pela organização Cinema Tropical entre críticos, acadêmicos e profissionais do cinema em Nova York. O documentário Ônibus 174, de José Padilha e Felipe Lacerda, ficou em quinto lugar.

A associação Cinema Tropical, dedicada à promoção do cinema latino-americano nos Estados Unidos, divulgou os resultados de sua enquete nesta quarta-feira. O primeiro colocado na votação foi o argentino O Pântano, dirigido por Lucrecia Martel. O segundo lugar ficou com Amores Brutos, do mexicano Alejandro González Iñárritu, seguido do também mexicano Luz Silenciosa, dirigido por Carlos Reygadas. Para ver a lista completa da organização, clique aqui.

- A ideia de criar esta lista tem uma dupla missão: por uma parte servir de promoção para honrar o grande trabalho cinematográfico da região nos últimos anos, e por outra, homenagear profissionais que ajudaram a difusão do cinema latino-americano - afirmou o diretor da Cinema Tropical, Carlos Gutiérrez.

Para realizar a enquete, a organização consultou 33 profissionais de Nova York que contribuíram para a promoção e difusão do cinema latino-americano no país e eles selecionaram um total de 121 filmes de 14 países da região. A Argentina é o país com a maior quantidade de filmes na lista, com um total de 37 menções, seguida pelo Brasil, com 30.

- Apesar do fato de que muitos dos filmes mencionados nunca conseguiram estrear nos Estados Unidos e de que o cinema latino-americano ainda tenha muito a conquistar neste país, a lista demonstra que há uma grande riqueza de filmes produzidos região ano após ano - assegurou a organização.

Como exemplo, cita o caso do diretor Eduardo Coutinho, que, apesar de "continuar sendo desconhecido para a maioria do público nos Estados Unidos", tem quatro filmes na lista geral: Jogo de Cena, Edifício Master, Peões e O Fim e Princípio.

- Esta década que está terminando marcou o cinema latino-americano. Nunca antes os filmes da América Latina tiveram tanta popularidade de crítica e de bilheteria em nível internacional - assegurou Díaz - Esta lista não é só uma clara lembrança da grande qualidade e abundância do cinema que emergiu da América Latina nos últimos dez anos, mas também é uma celebração da maturidade do cinema da região - completou.

EFE

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros