Nova era para o Diário Gaúcho a partir de segunda-feira - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

PREPARANDO OS DEZ ANOS27/02/2010 | 07h02

Nova era para o Diário Gaúcho a partir de segunda-feira

Jornal apresentará novo projeto gráfico aos leitores

Nova era para o Diário Gaúcho a partir de segunda-feira Diário Gaúcho/
Jornal prima pela qualidade e agilidade, com preocupações ecológicas Foto: Diário Gaúcho

Prestes a completar dez anos, o jornal passa por mudanças que garantirão ainda mais qualidade. A partir de segunda, todas as páginas serão coloridas.

O Diário Gaúcho circulará, a partir da próxima segunda-feira, de cara nova. Será o mesmo jornal com o qual os leitores estão acostumados, mas terá novidades e ainda mais qualidade.

A base da mudança está na transferência da impressão do jornal da Avenida Erico Verissimo para o Parque Gráfico Jayme Sirotsky, o mais moderno do gênero no país, localizado na Avenida das Indústrias, na Zona Norte, onde já é impresso Zero Hora.

– É a última etapa da implantação do novo parque gráfico, projeto no qual a RBS investiu R$ 70 milhões – explica o diretor de Circulação, Péricles Augusto Cenço.

- DG terá até 48 páginas cor

O complexo, que tem mais de 12 mil metros quadrados e um prédio similar a 15 quadras de futsal, já contava com duas rotativas suíças Wifag OF 370 S. Agora, recebe uma Newsliner, que passará a imprimir o Diário.

A rotativa, que mede 28m de comprimento, por 11m de altura (pouco menos que um prédio de quatro andares) e pesa 550 toneladas, começou a ser transferida do parque gráfico da Avenida Erico Verissimo para o da Avenida das Indústrias em agosto. O trabalho foi concluído em janeiro.

Normalmente, este tipo de transferência é feita pelo próprio fabricante. Desta vez, foi realizada pela equipe de manutenções eletroeletrônica dos jornais da RBS.

– O início da impressão do DG no novo parque gráfico traz como benefícios maiores a possibilidade de ter até 48 páginas cor, um ganho significativo na qualidade das cores e uma maior velocidade de impressão – avalia o gerente de manutenção dos jornais da RBS, Adiles Bumbel.

- Jornal chegará mais cedo ao leitor

O diretor de Operações de Jornais do Grupo RBS, Christiano Nygaard, destaca que o DG passará a ser produzido mediante um processo com o que há de mais moderno em termos de impressão, expedição e empacotamento:

– Teremos mais qualidade em um jornal que estará disponível mais cedo aos leitores, principalmente nas áreas mais distantes.

- Preocupações ecológicas

A preocupação com o meio ambiente, presente há vários anos na política da RBS, foi ampliada com a construção do novo parque gráfico. Com base em sugestões da consultoria da Sols Soluções + Sustentáveis, o prédio recebeu telhado com cobertura vegetal para amenizar a temperatura interna, e instalação de domos (coberturas) transparentes para aproveitar melhor a iluminação natural e economizar energia.

E as medidas não param por aí. O papel utilizado, por exemplo, é fornecido por empresas com certificado de florestamento, e a tinta empregada é de base vegetal, menos poluente do que o produto de origem mineral. E o cuidado com o ambiente faz com que nenhum resíduo de material usado no processo de impressão do jornal seja jogado no lixo.

A mudança da impressão do Diário Gaúcho para o Parque Gráfico Jayme Sirotsky, na Avenida das Indústrias, Zona Norte da Capital, às vésperas de completar dez anos, motivou inovações também no planejamento gráfico do jornal.

– O Diário Gaúcho já tem impressão com muitas páginas coloridas. Agora, no novo parque gráfico, poderá ser todo colorido. Ao mesmo tempo, atualizaremos algumas características gráficas do jornal – explica Luiz Adolfo Lino de Souza, editor de Arte dos jornais da RBS.

Ele conta que, em quase dez anos de existência, o jornal manteve seu visual diferenciado, e agora serão feitas mudanças para adaptação das novas seções e espaços editoriais do jornal.

– Se fosse criado hoje, o DG teria essas características de modernidade que o aproxima das revistas. O jornal como algo vivo e pulsante, de quando em quando, tem de ser repensado, conservando pontos positivos e modernizando outros – conclui Luiz Adolfo.

O editor-chefe do DG, Claudio Thomas, afirma que os leitores vão perceber, a partir desta segunda, que o Diário Gaúcho mudou para melhor:

– Terá cor em todas as páginas, oferecerá mais interatividade e serviços aos leitores, ampliará o espaço para o noticiário do dia-a-dia e renovará todo o visual gráfico para facilitar a identificação de todas as seções do jornal. É o mesmo Diário Gaúcho, porém com mais qualidade.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros