Versão mobile

31/07/2010 | 03h46

Ponte do Guaíba teve sete grandes paralisações em 10 anos

Situação ficou ainda mais precária após choque de embarcação em 2008

Enviar para um amigo
Ponte do Guaíba teve sete grandes paralisações em 10 anos Jean Schwarz/
Problema provocou um congestionamento de até oito quilômetros na saída de Porto Alegre Foto: Jean Schwarz

Nos últimos 10 anos, o vão móvel da ponte do Guaíba teve pelo menos sete grandes paralisações. Depois que um barco bateu na ponte, em 30 de abril de 2008, a situação ficou ainda mais precária. Em cada evento, não faltaram explicações e promessas. Veja abaixo as sete interrupções e uma batida de um navio, que agravou o problema:

21 de fevereiro de 2000 – Menos de um mês depois da conclusão da reforma no sistema de içamento da ponte, uma folga em um dos 16 cabos causou a paralisação da estrutura. A travessia ficou impedida por 50 minutos. A pane provocou engarrafamento na Capital.

– Este foi o último ajuste. Não haverá mais problemas – prometeu o diretor-presidente da Concepa, Odenir Sanches.



22 de abril de 2003 – A queima de um fusível causou pane na ponte durante a manhã, provocando a interrupção do trânsito no local por quase uma hora e engarrafamentos em três pontos na cidade. A peça, integrante de um dos motores de içamento, estragou durante a passagem de um navio, impedindo que o vão móvel baixasse novamente. A tranqueira se formou nos dois lados da BR-290 e na Avenida Castelo Branco.

– A empresa tem planos de modernizar o sistema elétrico do vão móvel, tornando-o automatizado – afirmou Marcelo Dama, gerente de engenharia da Concepa.

16 de setembro de 2004 – Um curto-circuito fechou por mais de três horas a ponte do Guaíba e imobilizou parte da Região Metropolitana durante a tarde. Içado às 14h para a passagem de uma embarcação, o vão móvel emperrou quando estava levantado. O problema resultou em filas quilométricas de veículos. Diretor-presidente da Concepa, Odenir José Sanches, falou sobre a expectativa de instalar um novo sistema emergencial para o caso de panes:

– Vamos reformular o sistema de emergência.

30 de abril de 2008 – Um barco bateu na ponte, afetando a união das peças metálicas. O navegador disse que tinha a informação da Concepa de que havia um espaço de 12m10cm entre a água e o vão móvel, o que permitiria a passagem do barco. A Concepa rebateu apontando que a informação era das 16h30min do dia anterior.

13 de junho de 2008 – Uma peça desprendida da ponte provocou congestionamento na entrada de Porto Alegre durante a manhã. O objeto era uma placa de metal no vão móvel que estava solta e acabou sendo arrancada pela passagem dos veículos.

– Precisaremos da contratação de uma empresa especializada, com mergulhadores. O usuário pode ficar tranquilo, que a ponte está totalmente segura – garantiu o gerente de engenharia da Concepa, Thiago Vitorello.

30 de dezembro de 2008 – Após o içamento para a passagem de dois navios, a plataforma ficou trancada a 19 metros de altura, entre 14h10min e 15h20min. Segundo a Concepa, a engrenagem de uma das torres trancou, provocando uma fissura no sistema mecânico.

– Foi o primeiro incidente do tipo este ano – destacou o gerente de engenharia da Concepa, Thiago Vitorello.

12 de abril de 2009 – Uma pane mecânica no vão móvel impediu o nivelamento da pista e paralisou o trânsito na BR-290 pela manhã, causando um congestionamento de cerca de 800 metros na rodovia. O tempo entre içamento e resolução do entrave provocou espera de cerca de 30 minutos.

22 de abril de 2010 – Uma chapa de aço se soltou do vão móvel, obrigando a Concepa a bloquear a passagem. Às 7h30min do dia 22, o problema tomou proporções gigantescas. O estreitamento de pista se prolongou por 10 horas, obrigando motoristas a enfrentar congestionamento de sete quilômetros no sentido Interior-Capital.

– Os quatro pilares que sustentam o vão se movimentam com dificuldade, o que impede o encaixe perfeito à parte fixa – explicou o diretor-presidente da Concepa, Odenir Sanches.

Notícias Relacionadas

30/07/2010 | 16h49

Problema na Ponte do Guaíba provoca lotação em balsa que cruza Rio Jacuí

Motoristas precisaram ter paciência no trajeto de São Jerônimo para Triunfo

29/07/2010 | 13h34

Lula promete inaugurar duplicação da BR-101 até o fim do ano

O presidente disse que volta ao Estado até o fim de sua gestão para a inauguração

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
clicRBS
Nova busca - outros