Versão mobile

17/09/2010 | 06h20

Treze mil perícias estão atrasadas

Médicos peritos do INSS ficaram 59 dias paralisados

Enviar para um amigo
Treze mil perícias estão atrasadas Andréa Graiz/
Silvana foi prejudicada pela greve Foto: Andréa Graiz
Os 59 dias de paralisação dos médicos peritos do INSS vão prejudicar, como sempre, aqueles que precisam de atendimento. A greve da categoria, iniciada em 22 de junho, foi suspensa na última segunda-feira por determinação do ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça. O magistrado considerou a interrupção do trabalho “ilegal e abusiva”.

Neste período, mais de 400 mil perícias não foram feitas no Brasil, 13 mil delas agendadas no Estado. Deste total, 7 mil se concentram na Capital, Viamão e Alvorada. Quem não teve a consulta remarcada, pode fazer o novo agendamento pelo telefone 135.

- Benefício está atrasado

Sem receber o benefício há dois meses, a operadora de marketing Silvana Maia de Assis, 36 anos, de Esteio, está indignada.

A consulta que havia marcado para 20 de julho passado fora adiada para 1º de outubro, devido à paralisação dos funcionários. Afastada do emprego há sete anos por depressão e sem dinheiro, Silvana se endividou no cartão de crédito para continuar comprando os remédios.

– Não sei mais o que fazer e não me dizem nada –reclamou a beneficiária.

- Consulta foi antecipada

A Superintendência Regional do INSS no Estado informa que Silvana foi prejudicada pela greve e porque já havia sido beneficiada anteriormente por uma prorrogação automática do auxílio doença, sem ter realizado perícia. Mesmo assim, para não prejudicá-la ainda mais, ela foi orientada a procurar hoje a agência da Previdência, em Canoas, para ser atendida e encaminhar a normalização do pagamento atrasado.

- INSS contrata médicos peritos

O INSS no Estado abriu inscrições nas nove gerências para credenciamento de médicos para a prestação temporária dos serviços de perícia. A medida atende à decisão judicial que determinou a contratação dos profissionais nas agências de todo o país onde o prazo entre o agendamento e a realização do exame é superior a 15 dias.

As inscrições seguem até o dia 22 de setembro, e o horário de atendimento é das 8h às 12h e das 14h às 18h. Nas agências das regiões de Canoas, Novo Hamburgo, Pelotas e Porto Alegre, que abrangem 24 municípios, as inscrições terminam hoje. Para a Capital, serão contratados 17 médicos.

DIÁRIO GAÚCHO

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros