Décimo terceiro: hora de contar com um dinheiro extra - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

23/11/2010 | 06h11

Décimo terceiro: hora de contar com um dinheiro extra

Até o próximo dia 30, milhões de brasileiros receberão a primeira parcela do 13º salário. Especialista dá dicas de como utilizá-lo

Décimo terceiro: hora de contar com um dinheiro extra Marcelo Oliveira/
Valdonir vai investir na casa própria Foto: Marcelo Oliveira
Depois de ajudar a construir centenas de imóveis e de pagar aluguel durante toda a vida, o ferreiro aposentado Valdonir da Silva Brandão, 54 anos, se mudou para a casa própria no final de semana passado, na Vila Chácara do Banco, no Bairro Restinga. O período coincide de propósito com uma data importante no calendário dos trabalhadores: o pagamento da primeira parcela do 13º salário.

Para fazer a laje do segundo piso do novo imóvel, Valdonir espera ansiosamente a liberação do dinheiro extra que ele e dois filhos receberão até o dia 30.

– Quitamos as dívidas para pensar somente na nossa casa. Os salários, apesar de não serem muito, ajudarão no pontapé inicial. Depois, cada troquinho que entrar será para a obra – comenta o aposentado.

- Dívidas devem ser priorizadas

Assim como Valdonir e os filhos, cerca de 74 milhões de brasileiros serão beneficiados pelo pagamento extra entre 20 de novembro e 20 dezembro, conforme estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Mas o economista e especialista em educação financeira Everton Lopes alerta para a importância a ser dada ao 13º salário. Para ele, o trabalhador que estiver completamente endividado deve priorizar o pagamento das contas e começar o ano sem dívidas.

– É preciso organizar o orçamento e adotar controles. A família inteira deve montar uma reserva financeira para imprevistos e para realizar seus sonhos. Mesmo que tenha sobrado pouco, é preciso começar – destaca Everton.

No caso de Valdonir, Everton elogia a atitude da família de se comprometer em pagar as dívidas para realizar o maior desejo deles. Porém, ressalta que é preciso reservar 10% dos ganhos para os imprevistos que poderão surgir na obra.

Enquanto o dinheiro não chega, o ferreiro aposentado, a mulher, Ilda de Freitas Brandão, 48 anos, e o filho Vinícius, 24 anos, fazem planos para quando a casa de dois pisos estiver concluída.

– O esforço valerá o nosso sonho – reforça Ilda.

Saiba usar o 13º
Divida o valor em partes:
- 1ª parte – Pague as dívidas do cartão de crédito e do cheque especial. Quite-os, se possível. Fale com o seu gerente, cancele ou reduza o valor do cheque especial. Guarde ou quebre seu cartão de crédito se ainda não estiver preparado para usá-lo.
- 2ª parte – Faça um levantamento de gastos de fim de ano. Aproveite os descontos e pague à vista o IPTU da casa e, se tiver automóvel, o IPVA. Caso não seja suficiente, parcele os impostos.
- 3ª parte – Deixe uma reserva de dinheiro para os imprevistos (que serão amenizados) e para os investimentos (primeiro passo para a tranquilidade financeira).
- 4ª parte – Seja rigoroso na lista dos presentes de Natal. Não saia distribuindo presentes e gastando o que restou do extra.
ATENÇÃO
- Pela internet, Everton Lopes dá orientações financeiras gratuitas. Mande um e-mail para diva@moneysul.com.br.
Fonte: Everton Lopes, economista e especialista em educação financeira.

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros