Corpo do sambista Carlos Farias Medina é velado na Capital - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

27/03/2011 | 19h12

Corpo do sambista Carlos Farias Medina é velado na Capital

Enterro está marcado para as 10h de segunda-feira

Corpo do sambista Carlos Farias Medina é velado na Capital  Marcelo Oliveira  /
Banda da Saldanha mandou coroa de flores em homenagem ao sambista Foto: Marcelo Oliveira

O corpo de Carlos Farias Medina, o Medina, diretor de harmonia da Banda da Saldanha, foi velado na Capela I do Cemitério São Miguel e Almas durante o domingo e será enterrado na segunda-feira, às 10h. Ele morreu no fim da madrugada de hoje, de insuficiência cardiorrespiratória.

Segundo um dos filhos de Medina, Daniel, o sambista já apresentava problemas renais há alguns anos,  fazia sessões de hemodiálise três vezes por semana, e também sofria de diabetes. Recentemente, havia passado por um cirurgia de ponte de safena e aguardava por um transplante de rim.

Claudio Brito lembrou dois momentos marcantes de Medina no Carnaval de Porto Alegre. O primeiro quando o intérprete disputou o Carnaval pela Império da Zona Norte, ajudando a escola a voltar para o Grupo Especial.
 
- E outro momento forte foi em 1998, quando o Medina foi para a Bambas da Orgia, grande rival da Imperadores, e foi campeão pelo Bambas. Ele sempre esteve acima destas questões, foi aceito pelos Bambas e pelo Imperadores. Todos os carnavalescos aceitaram e respeitaram o Medina - relembra.

Outros grandes momentos:

* 1991 - A União da Vila do IAPI, tendo Medina como intérprete, alcança o vice-campeonato do Carnaval de Porto Alegre, até hoje a melhor colocação de sua história.

* 1993 - Encanta a todos interpretando no Carnaval o samba-enredo em homenagem a Lupicínio Rodrigues, pela Imperadores.

* Medina também gravou LPs e CDs de samba e música romântica, marcando época na cena cultural gaúcha. Durante muitos anos fez dupla inesquecível com o cantor Wilson Ney, em shows na noite da Capital. 

DIARIO GAÚCHO

Notícias Relacionadas

27/03/2011 | 09h23

Morre Carlos Farias Medina, diretor da Banda Saldanha

Sambista foi intérprete de escolas de samba gaúchas

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros