Nas ruas, entre versos e rimas - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

12/04/2011 | 06h20

Nas ruas, entre versos e rimas

Concurso de poesias para os coletivos da Capital e trens da Trensurb estão com inscrições abertas. José e Gerci já participaram de várias edições.

Nas ruas, entre versos e rimas Marcelo Oliveira/
José gosta de compor sonetos Foto: Marcelo Oliveira

Há 19 anos, ao andar de ônibus dentro de Porto Alegre, e, mais recentemente, a bordo do trensurb, os passageiros são convidados a viajar no compasso de versos cheios de rimas. É a poesia que passeia colada nas janelas dos coletivos, resultado do concurso Poemas no Ônibus e no Trem, que está com inscrições abertas até o dia 13 de maio.

Magistrado aposentado, doutor em filosofia e com formação também em Letras, José Nedel, 77 anos, passa boa parte de sua vida envolvido com leituras e escritas de textos filosóficos. Mas foi a poesia, especialmente os sonetos (composição poética de 14 versos), que fez do morador do Bairro Medianeira um dos vencedores do concurso em 2005 e no ano passado.

- Trabalho de vários dias

– Quando vem a inspiração e a necessidade de expressar algo rapidamente, sai o rascunho, a primeira versão. Depois, volto para ela (a poesia) e trabalho por vários dias. Releio e faço melhoras – conta o escritor, que deve lançar em breve A Vez do Verso, mais um livro seu.

A caminho da universidade, no tempo em que lecionava, José costumava escrever. E foi no trensurb, seu meio de transporte, que ganhou novos leitores.

– Alguns alunos viram minha poesia no trem e vieram me cumprimentar. É muito bom (o concurso), muito válido – diz o escritor, que também critica a falta de conteúdo de alguns textos do concurso.

Outros tiradentes 

"Muita gente enaltece a disciplina,
Desde que aos outros se destine o freio
Quantos há por aí os quais fascina
Ser Tiradentes com pescoço alheio!"

(José Nedel)

- 800 poetas

No ano passado, o concurso Poemas no Ônibus e no Trem recebeu 800 inscrições. Os vencedores são escolhidos por um corpo de jurados formado por cinco pessoas ligadas à poesia e à literatura (estudantes da área de Letras, poetas, doutores, autores).

A premiação consiste na cópia da matriz que irá circular no ônibus e nos trens durante cerca de um ano, e alguns exemplares da antologia, que é lançada durante a Feira do Livro.

- Inspiração desde a infância

A primeira poesia da costureira Gerci Oliveira Godoy, 72 anos, do Bairro Jardim Botânico, era sobre o orfeão (coro) da escola e foi escrita ainda na infância. Mas foi graças a participações em concursos como o Poemas no Ônibus e no Trem e ao apoio de amigos que ela decidiu escrever um livro de poesia. Deve ser lançado em breve.

– Eu voltei a estudar depois dos 60 anos. Participei de oficinas e hoje sei que é preciso ter o dom, mas também é preciso estudar, ler – avalia a escritora, que teve textos selecionados no concurso em três edições.

Para Gerci, os poemas ideais para circularem nos ônibus devem ser inteligentes e de fácil compreensão.

Réquiem

"De repente, o silêncio
Não mais o marulho das pedras
O sopro dos ventos
Não mais o jogral dos pássaros
A sirene dos grilos
Tudo parou
De repente
Só anjos cantaram
Ao olhar teu rosto
De cera"

(Gerci Oliveira Godoy)

- Saiba mais

- Inscrições para a edição 2011 podem ser feitas na Coordenação do Livro e Literatura da Secretaria Municipal de Cultura (Av. Erico Verissimo, 307), de segunda a sexta-feira, pelos Correios, ou no site www2.portoalegre.rs.gov.br, até o dia 13 de maio.

- O concurso selecionará aproximadamente 50 poemas para veiculação nos ônibus da Capital e nos trens da Trensurb. O resultado será divulgado em agosto de 2011.

- Mais informações no blog www.poemasnoonibus.blogspot.com ou pelo telefone 3289-8074.

DIÁRIO GAÚCHO

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros