Óxi: os malefícios da droga - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

31/05/2011 | 06h43

Óxi: os malefícios da droga

O coração e os pulmões de quem fuma crack ou óxi são os órgãos diretamente comprometidos e serão os primeiros a colocar a vida em risco

Óxi: os malefícios da droga Marcelo Oliveira/
Droga detona organismo por dentro e por fora Foto: Marcelo Oliveira
Eduardo Torres

Especial

– A sorte da maioria dos usuários é ter menos de 30 anos. O coração de alguém mais velho não aguentaria os efeitos desta droga.

A constatação do bioquímico Marcello Mascarenhas é estarrecedora, mas realista. O coração e os pulmões de quem fuma crack ou óxi são os órgãos diretamente comprometidos e serão os primeiros a colocar a vida em risco.

O que levou Felipe (nome fictício do viciado que ilustra a página) a tossir sangue e ter secreção escura já no primeiro ano de uso do crack foi o início de uma transformação assustadora do corpo. Na terceira reportagem da série dos males da pedra, especialistas falam do flagelo do coração e dos pulmões.

Um órgão acinzentado

Imagine um túnel recém inaugurado. Dois dias depois, as paredes começam a ser cobertas por poeira densa e escura dos escapamentos dos veículos.

– Este é o pulmão de um usuário. Especialmente na parte superior do orgão – afirma Marcello, que atua no atendimento de dependentes pela Cruz Vermelha.
 
Quando avalia estragos do óxi, que tem componentes do petróleo, como o querosene, o especialista garante que a situação é mais crítica:

– As consequências são semelhantes ao pulmão de um fumante, mas fica mais acinzentado e com mais complicações. Imagine fumar gasolina? – diz.

A medicina já catalogou uma doença chamada "pulmão de crack". Complicações que vão desde a respiração cada vez mais curta até edemas e a necrose de partes do órgão.

Fosse mais velho...

Logo que a fumaça entra no corpo, chega aos pulmões e vai à corrente sanguínea. Por ordem do cérebro e demanda pulmonar, o coração sofre sobrecarga. Ele bombeia mais sangue sob a euforia da droga, ao mesmo tempo em que recebe sangue contaminado. A frequência cardíaca chega a aumentar 34%.

Felipe, 25 anos, chegou à clínica do Hospital São Pedro com dor no peito. Se fosse mais velho, correria risco de morte após os primeiros picos por um infarto. 

Diário adverte: óxi detona órgãos vitais
1 - Infarto - Há um aumento na demanda de oxigênio para dar conta do estímulo provocado pela droga. O ritmo alterado do coração faz com que haja superprodução, uma espécie de sobrecarga para dar conta do que a substância psicoativa ordena.  A probabilidade de infarto na primeira hora após o uso da droga é 24 vezes maior do que em pessoa não usuária de entorpecentes.

2 - Arritmias e necrose - Pode acontecer a necrose (morte do tecido) da faixa do miocárdio (músculo) pela alta atividade. Antes disso, são comuns as arritmias (falta de ritmo) pela mudança da demanda pelo organismo.

O que acontece nos pulmões
1 - Tosse com sangue - É um dos primeiros sintomas da presença do crack ou do óxi nos pulmões, assim como a tosse seca e a eliminação de secreção escura. Estes sintomas são sinais dos resíduos tóxicos do material acrescido à pasta-base da cocaína. No caso do óxi, pela presença de combustíveis como querosene, a tendência é que a secreção seja mais escura.

2 - Respiração curta - Tanto a acetona quanto o querosene evaporam rapidamente. Assim que a fumaça entra, força a contração dos pulmões para expelir o material, que vai à corrente sanguínea. O ritmo normal da respiração é perdido, e a tendência é a manutenção dessa frequência curta, que força complicações cardíacas.

3 - Queimaduras - A fumaça causa lesões, uma espécie de ferida. Antes disso, causa danos na língua, nas cordas vocais e na garganta.
Edema - Aparece em até 85% das mortes de viciados. Pressão pode levar à insuficiência parcial do ventrículo esquerdo.

4 - Pulmão de crack - Síndrome aguda. Vai da febre até a falência respiratória. Aos poucos, órgãos ficam opacos, algo parecido aos pulmões de fumantes.

LEIA AMANHÃ - O que o óxi pode provocar nos intestinos e no estômago!

DIÁRIO GAÚCHO

Notícias Relacionadas

28/05/2011 | 08h43

Óxi: a droga que frita o cérebro

O viciado em crack, que ilustra esta página, e pede para não ser identificado, admite a tentação de experimentar a novidade

26/05/2011 | 06h50

Polícia quer identificar origem de Óxi para evitar que a droga mais devastadora se popularize em SC

Apreensão de nova droga surpreendeu policiais que procuravam crack

25/05/2011 | 13h54

Santa Catarina registra a primeira apreensão de óxi

Droga foi encontrada enterrada no terreno de uma casa em Araranguá

24/05/2011 | 13h15

Polícia investiga se droga apreendida em Passo Fundo é crack ou oxi

Duas apreensões totalizaram cerca de 200 pedras de droga. Três homens foram presos

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros