Preso mandante de crime brutal praticado há dez anos em Carazinho - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

01/06/2011 | 14h38

Preso mandante de crime brutal praticado há dez anos em Carazinho

José Iraclides Escobar de Campos, 48 anos, estava foragido desde 2009 e foi detido nesta quarta-feira em Chapecó (SC).

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira José Iraclides Escobar de Campos, 48 anos. Ele foi condenado por ser o mandante do brutal assassinato de duas jovens em 1999 em Carazinho, no norte do Estado. Foragido há um ano e meio, Campos foi detido ao sair de casa em Chapecó (SC).

Segundo o delegado Danilo Flores, a prisão ocorreu às 8h15min de quarta-feira, quando Campos saía de casa para o trabalho. Ele foi trazido ao município e recolhido ao Presídio Estadual de Carazinho. Conforme Flores, Campos foi o mandante do crime, mas sempre negou a autoria. Os executores do assassinato nunca foram descobertos. 

— Recebemos e confirmamos informações sobre o paradeiro dele o capturamos em ação feita por duas equipes de Carazinho — revela o delegado.

Em 2008, Campos foi condenado a 29 anos e 4 meses de prisão, em primeira instância, pelo Tribunal do Júri. Mas, segundo o delegado, ele ingressou com recurso pela reformulação do julgamento e foi solto. Em setembro de 2009, a Justiça manteve a condenação em primeiro grau e ordenou a prisão dele.

Entenda o caso

Em novembro de 1999, os corpos de Jane Carla da Silva, 22 anos, e Elizete dos Santos, 23, foram encontrados no Rio da Várzea. Elizete tinha uma corrente amarrada do pescoço aos pés, enquanto Jane apresentava um pedaço de trilho de trem junto ao pescoço. Elas eram amigas e trabalharam juntas como promotoras de vendas em um supermercado de Carazinho.

ZERO HORA

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros