Prisão em Rio Pardo pode ser ponto de partida para polícia desvendar ataques a bancos no RS - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

01/06/2011 | 04h58

Prisão em Rio Pardo pode ser ponto de partida para polícia desvendar ataques a bancos no RS

Detidos são suspeitos de fazerem parte de grupo conhecido como "caixeiros"

A prisão em flagrante de dois catarinenses durante o arrombamento de caixas eletrônicos de uma agência do Banrisul na terça-feira, em Rio Pardo, pode ser o ponto de partida para a Polícia Civil desvendar uma série de ataques a bancos no Estado.

Naturais de Joinville (SC), Jhonatas Coutinho, 24 anos, e Jeferson Carlos Alfredo, 21 anos, são suspeitos de fazerem parte de um grupo conhecido pela polícia como “caixeiros”.

Um maçarico e o conhecimento sobre a fabricação de caixas eletrônicos seriam as armas dos criminosos, que agem em diversos Estados. Os policiais investigam agora possível participação da dupla em outros ataques em território gaúcho. Só este ano na Grande Porto Alegre foram registrados mais de 20 casos.

— Cerca de 90% dos ataques são feitos por catarinenses – afirma o delegado Juliano Ferreira.

Segundo o delegado, alguns ex-funcionáris de fábricas de caixas eletrônicas que fecharam em Joinville seriam os responsáveis pelos ataques:

— Eles sabem exatamente onde tem de fazer o corte com o maçarico.

>>>Leia a reportagem completa na Zero Hora desta quarta-feira

ZERO HORA

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros