Redes de lojas do interior gaúcho avançam sobre Porto Alegre - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Disputa no varejo16/05/2012 | 03h25

Redes de lojas do interior gaúcho avançam sobre Porto Alegre

Grupos como Lebes, Benoit e taQi se expandem na Região Metropolitana para tentar restringir entrada de grupos nacionais

Redes de lojas do interior gaúcho avançam sobre Porto Alegre Ricardo Duarte/Agencia RBS
Preferência em Porto Alegre é por estabelecimentos no Centro e nas avenidas Azenha e Assis Brasil Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS
Com operações consolidadas no interior gaúcho, redes de varejo rumam à Capital com o conhecimento do atendimento personalizado na bagagem.

Ao fortalecer a presença na Região Metropolitana, grupos acirram a concorrência e tentam fechar o mercado diante da iminente entrada de grandes grupos nacionais.

Essa expansão ganhou força no último ano, impulsionado pelo aquecimento do consumo e por investidas de grupos nacionais. No mês passado, a Máquina de Vendas, formada pela união das redes Insinuante, Ricardo Eletro, City Lar e Eletro Shopping, desembarcou na Região Sul ao comprar a empresa catarinense Salfer.

— As redes do Interior se qualificaram e hoje têm condições de competir de igual para igual em grandes centros urbanos, onde os custos operacionais são bem maiores — avalia o presidente da Federação de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), Vitor Koch.

Nesta semana, a Lojas Lebes transferiu seu centro administrativo para Eldorado do Sul. Fundada há mais de 50 anos em São Jerônimo, a cem quilômetros da Capital, a empresa investiu R$ 10 milhões na nova estrutura.

— Sentimos necessidade de ficar mais perto de um centro maior, por questão logística e estratégia para abertura de novos pontos — explica Otelmo Drebes, diretor da Lojas Lebes.

Com 112 lojas no Estado, a rede tem atualmente dois estabelecimentos na Capital, nas avenidas Azenha e Assis Brasil. Até o final de 2013, estão previstos mais quatro pontos de vendas em Porto Alegre.

Nascida em Dois Irmãos, a Lojas taQi, do Grupo Herval, não apenas ganhou visibilidade em seis estabelecimentos em Porto Alegre nos últimos anos, como transformou as unidades em campeãs em crescimento de vendas.

— É um mercado mais difícil de se conquistar, pelo grau de exigência dos clientes e grande oferta de opções. Mas quando se consegue transpor esses fatores, os resultados são significativos — diz Germano Grings, diretor de varejo e atacado do Grupo Herval.

Nos planos de negócios, inauguração de lojas

Conforme o empresário, a guinada dos negócios na Capital começou há dois anos, depois de o grupo modernizar a antiga Lojas Herval e transformá-la em Lojas taQi. O grupo planeja inaugurar neste ano 10 lojas no Estados, das quais duas, possivelmente, em Porto Alegre.

Embora não confirmem abertamente, as principais redes de varejo do interior gaúcho incluem em seus planos de negócio, a curto e médio prazo, a expansão na Região Metropolitana.

— Estamos sempre de olho em novos pontos, tanto em Porto Alegre quanto em outras cidades — comenta Humberto Koerbes, gerente-operacional da Lojas Benoit, com sede em Lajeado e 144 lojas no Estado, das quais duas na Capital.

Koerbes conta que essas operações em Porto Alegre facilitam compras feitas por pessoas com vínculo do Interior, mas que moram na Capital.

ZERO HORA

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros