De locomotiva, Vila do IAPI segue rumo a Canela - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 
 

Carnaval 201420/02/2014 | 09h11

De locomotiva, Vila do IAPI segue rumo a Canela

O município de Canela, com seus encantos naturais, como polo turístico e cultural, será tema da União da Vila do IAPI

De locomotiva, Vila do IAPI segue rumo a Canela Luiz Armando Vaz/Agencia RBS
Foto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

A escola vem com o enredo Nos Trilhos da História: Canela, a Suíça Brasileira. Por sinal, a cidade da Serra está comemorando 70 anos.

A Vila do IAPI levará para a passarela do Porto Seco o limite máximo de carros alegóricos: cinco. O primeiro deles será a tradicional Locomotivo, símbolo da escola, que terá elementos que a ligam ao enredo. O segundo terá representações da fauna, da flora e da famosa Cascata do Caracol.

A terceira alegoria representará o polo cultural de Canela, com o Festival Internacional de Bonecos, a Festa Nacional da Música, o Encontro de Carros Usados, entre outros eventos. O quarto carro terá como tema o Museu da Moda e, para encerrar o desfile, na quinta alegoria, virá uma réplica da Catedral, rodeada de motivos natalinos, para lembrar o evento Sonho de Natal.

Apesar da semana perdida com a interdição dos barracões, no Porto Seco, devido à falta do Plano de prevenção e Combate a Incêndio (PPCI), o trabalho de carnavalescos e alegoristas da Vila do IAPI está praticamente concluído.

FICHA

- Presidente: Jorge Sodré

- Carnavalescos: Sérgio Guerra e Renan Delavega

- Diretor de carnaval: Elbdes Rodrigues (Turco)

- Intérprete: Aryzinho

- Diretor de bateria: Mestre Boneco

- Porta-estandarte: Rejane Pérola Negra

- Passistas: Taís e Giovanni

- Mestre-sala e porta-bandeira: Gustavo Tiriri e Suelene Neves

- Enredo: Nos Trilhos da História! Canela, a Suíça Brasileira!

LETRA DO SAMBA

Nos trilhos da História: Canela, a Suíça Brasileira

Autores: Rafael Tubino, Gustavinho Oliveira, Thiago Meiners, Victor Alves, Léo do Paysa e PC da Cesta

Na Zona Norte eu vou embarcar
O trem da Vila vai me levar
Amor de verdade à minha bandeira
Canela, a Suíça brasileira!

Viajo pelos trilhos do passado
O brado do índio conduz o sonhar
Me leva ao pedaço do céu
Onde a fauna fez seu altar
Lá se erguem gigantes
No horizonte, a esperança da imigração
Um relicário de guerreiros
Morada da inspiração
De ti herdei a semente do amanhã
Miscigenando um eldorado de valor
Nos braços do trabalhador!

De azul, vermelho e branco
A natureza emoldurando a fina flor
A moda a despontar, o aroma no ar
Um "doce sabor" pro paladar

Na fé tu és roteiro para e emoção
A fonte pura da religião
Berço da arte colonial, "Paixão Natural"!
Recanto pra alma a cultura inspira
No cair das águas, nascente da vida
É rara beleza a desaguar
Eu vi... o artesanato brilhar
Eu vi... o romantismo no ar
Turismo fascinante na catedral a devoção
Um sonho de natal nos versos meus,
A "Vila que pedi a Deus"!

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros