Luciano Périco: "Maturidade gremista na estreia no Brasileirão" - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Gigante da Galera16/04/2018 | 07h00Atualizada em 16/04/2018 | 07h00

Luciano Périco: "Maturidade gremista na estreia no Brasileirão"

Tricolor conseguiu uma grande vitória sobre o Cruzeiro mesmo com time desfalcado e fora de casa

Luciano Périco: "Maturidade gremista na estreia no Brasileirão" Dudu Macedo/Fotoarena / Lancepress/Lancepress
Léo Moura ajudou o Grêmio a bater o Cruzeiro de Arrascaeta Foto: Dudu Macedo/Fotoarena / Lancepress / Lancepress

Mais uma vez, o Mineirão foi a casa do Grêmio. Não é de hoje que o time de Renato Portaluppi joga em Belo Horizonte como se estivesse na Arena. O Tricolor comandou as ações da partida contra o Cruzeiro. Teve mais posse de bola com Arthur comandando o meio-campo ao lado de Maicon. Mesmo com 10 homens em campo, após a expulsão de Kannemann, a equipe gremista não perdeu o controle da partida. 

Leia mais
Com o Mineirão como palco, Grêmio joga como o melhor do Brasil
Gremista, jovem e de "seleção": conheça o gaúcho da comissão técnica do Cerro Porteño
Renato comemora vitória do Grêmio "com V maiúsculo" sobre o Cruzeiro

O atacante André estreou com pé direito. Estava no lugar certo para completar a baita jogada de Ramiro, com o desvio de Everton. O Cebolinha está gastando a bola. Jogou demais! Vale lembrar que a grande atuação foi sem Geromel, barrado por virose, e Luan. Resumo da ópera: claro que ainda é só o começo, mas o Grêmio mostrou que pode ser protagonista no Brasileirão.

VITÓRIA IMPORTANTE – Domingo de celebração no Beira-Rio. O Inter retornava ao seu lugar na Série A. D’Alessandro comemorava 37 anos. Teve churrasco da galera colorada no Marinha do Brasil. Tudo conspirava para um resultado positivo contra o Bahia. A atuação do time de Odair Hellmann, no primeiro tempo, não foi das melhores. Teve dificuldades. Jogo muito truncado. Poucas chances de gol dos dois lados.

O Inter conseguiu abrir o marcador com o oportunismo de Nico López. Pena a lesão de Rossi. Na etapa final, o Bahia deu mais espaços, e o time colorado mandou no jogo. Perdeu várias chances até Nico López ampliar. O uruguaio foi o dono da partida! Por que não joga sempre assim? Destaque também para Rodrigo Moledo, com uma atuação quase sem erros. O resultado positivo dá tranquilidade na largada. A sequência inicial do Inter no Brasileiro é complicada, mas agora é tudo Copa do Brasil!

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros