Lelê Borthollaci: "O time precisa do apoio da torcida" - Diário Gaúcho

Versão mobile

 

Paixão colorada11/10/2018 | 07h00Atualizada em 11/10/2018 | 07h00

Lelê Borthollaci: "O time precisa do apoio da torcida"

Respeitar as escolhas de Odair e incentivar a equipe é o dever de quem for ao Beira-Rio

Lelê Borthollaci: "O time precisa do apoio da torcida" Ricardo Duarte/Inter
Dos 10 jogos que faltam, seis são em casa Foto: Ricardo Duarte / Inter
Lelê Bortholacci
Lelê Bortholacci

lele@atlantida.com.br

A esperança de ter a zaga titular novamente em campo no próximo domingo já era. Rodrigo Moledo não foi liberado pelo departamento médico e segue fora do time. Com isso, apenas Victor Cuesta volta ao e deve formar a zaga ao lado de Emerson Santos. Ainda na manhã de ontem, a bruxa solta no Beira-Rio foi com tudo no pé direito de Rodrigo Dourado, o mesmo que o deixou fora do jogo contra a Chapecoense. 

Leia mais
CBF anuncia mudança de data de Ceará x Inter
Vitorio Piffero apresenta defesa em caso que denuncia sua gestão como presidente do Inter
Semelhanças entre Inter e São Paulo marcam jogo decisivo de domingo

Com mais esta dúvida, Odair Hellmann não conseguiu treinar a equipe que vai enfrentar o São Paulo. Um problema recorrente em todos os times na reta final da temporada. Tanto é verdade que os desfalques também atordoam a cabeça do treinador Diego Aguirre. O meia Everton, um dos melhores jogadores do tricolor paulista, teve lesão confirmada e não enfrenta o Inter. Além dele, o treinador uruguaio já tinha perdido o zagueiro Arboleda, convocado para a seleção equatoriana.

No treino da manhã de ontem, Odair insistiu na escalação de Willian Pottker, mas com uma diferença: deixando-o como homem de referência na área, onde, na minha visão, ele tende a render melhor, ainda mais com a presença de D'alessandro, que também treinou entre os titulares. Neste caso, diminui a necessidade de ele voltar para marcar, e isso é fator fundamental pra ele não estar conseguindo chutar a gol. 

Voto de confiança

Caso se confirme esse desenho de time, a torcida vai ter que dar um voto de confiança a Pottker. Sei que tem muita gente insatisfeita com sua performance nos últimos jogos, e eu mesmo pensei que ele perderia a condição de titular. Mas, ao que tudo indica, deve começar jogando, e o torcedor que for ao estádio terá que apoiar. 

Restam apenas dez jogos, e seis desses são em casa. O primeiro é neste domingo contra um adversário direto na briga pelo título e por uma vaga direta na Libertadores. O time precisa do apoio da torcida desde o primeiro minuto. Respeitar a escolha do treinador e apoiar os 11 que entrarão em campo é o dever de quem for ao Beira-Rio.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros