Manoel Soares: "Costumo dizer que a ocasião revela o ladrão" - Diário Gaúcho

Versão mobile

 
 

Papo Reto09/05/2020 | 05h00Atualizada em 09/05/2020 | 05h00

Manoel Soares: "Costumo dizer que a ocasião revela o ladrão"

Colunista escreve nas edições de final de semana do Diário Gaúcho

Manoel Soares: "Costumo dizer que a ocasião revela o ladrão" Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Eu queria escrever um texto lindo sobre o Dia das Mães, mas preciso dar um papo reto aqui. Existem duas situações que revelam quem as pessoas são, de fato. Quando elas têm poder extremo e quando estão em necessidades extremas. Nós já vimos o que uma pessoa com poder é capaz de fazer para prejudicar outras. São políticos que, em nome do poder, deixam pessoas sofrerem ou até morrerem para que seu adversário se prejudique. São empresários que, em nome do lucro, colocam vidas em risco e perpetuam sofrimento. E por aí vai.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Mas a outra ponta são aqueles que estão em extrema necessidade e deixam seu ser real vir à tona. Eu vi pessoas, nessa pandemia, invadirem casas de senhoras idosas e tirar tudo da geladeira e armários alegando a fome dos filhos. Ouvi falar de pessoas que estão assaltando mães que passam com cestas nas costas. Alguns dizem que a situação faz o ladrão. Eu costumo dizer que a situação revela o ladrão – ou qualquer outra característica ruim que habite no coração das pessoas. 

Ainda bem que temos exemplos lindos de pessoas que dividem tudo o que têm com quem precisa. Essas pessoas, seja na crise ou na fartura, fazem dos seus dias momentos de alegria pessoal e coletiva. Não quero deixar de dar um beijo carinhoso no coração de cada mãe que lê esse texto e dizer a ela que tudo vai passar. Mantenham o sorriso no rosto, pois vocês são a chama que ilumina e aquece esse mundo.

Leia outras colunas de Manoel Soares

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca