VÍDEO: homem executado na frente da filha e de netos - Polícia

Versão mobile

 
 

Crime em Porto Alegre13/04/2015 | 17h37

VÍDEO: homem executado na frente da filha e de netos

Matador foi preso neste domingo, suspeito de sete assassinatos em quatro meses no Bairro Sarandi



Um homem foi executado na frente da filha e de dois netos na Avenida Francisco Silveira Bitencourt, no bairro Sarandi, em Porto Alegre. Luís Fernando Linhares Machado foi morto a tiros por Fabiano Siqueira Batirola, conhecido como Fábio Alemão, no dia 26 de fevereiro. O assassinato foi gravado por câmeras de monitoramento, e as imagens divulgadas pela polícia.
 
Fábio Alemão e Jonata Rodrigues do Nascimento, o Chumbinho, foram presos no final da noite deste domingo em um sítio no Bairro Itacolomi, em Gravataí. A ação da 3ª DHPP tinha Fábio Alemão como principal alvo. Ele é investigado por sete homicídios e uma tentativa de homicídio. Os crimes teriam ocorrido no Bairro Sarandi, Zona Norte de Porto Alegre.

Fim de semana registra 29 mortes violentas no Rio Grande do Sul
 
De acordo com a investigação, a série de crimes teve início com o assassinato de Noemi Siqueira Batirola, mãe do Fábio Alemão. Ela foi assassinada em um bar no dia 21 de novembro do ano passado. O alvo dos matadores era o filho dela que, a partir daquele momento, deu início a uma violenta vingança.

Saiba quem são os seis jovens mortos em chacina na cidade de Cidreira
 
Na mesma noite, ele foi reconhecido por participação no assassinato de Rosângela Maria Colares, mãe do principal suspeito do crime que vitimou Noemi. Já em março deste ano, Rodrigo Colares Domingos, o Saci, foi executado a tiros. E novamente Fábio Alemão foi reconhecido pelo crime. Saci era apontado pela polícia como o principal suspeito da morte que deu início à vingança.
 
— Eles eram antigos parceiros de roubos e por algum motivo entraram em desavença. Nessa vingança, o Fábio Alemão não se limitou em eliminar quem matou a sua mãe. Foi atrás de todos que se relacionavam com o seu rival — diz o delegado João Paulo de Abreu.
 
Agora, a polícia trabalha para identificar quem dirigia o carro usado pelo matador naquele dia.
 
Denúncias anônimas podem ser feitas pelo 8608-9998.

Leia outras notícias do dia

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros