Três são julgados por morte de mulher que teve mãos decepadas e pele do rosto retirada - Polícia - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Caxias do Sul24/11/2017 | 17h59Atualizada em 24/11/2017 | 17h59

Três são julgados por morte de mulher que teve mãos decepadas e pele do rosto retirada

Crime ocorreu em outubro de 2014

Três homens são julgados nesta sexta-feira (24) em Caxias do Sul pela morte de  Graciela Monteiro Teixeira, 33 anos. Ela foi encontrada morta em um matagal no interior de Caxias do Sul em 29 de outubro de 2014. As mãos dela foram decepadas e a pele do rosto retirada.

Sentam no banco dos reús Alex Junior Bavaresco de Lima, Júnior de Vargas Machado e Willian Yuri Fonseca da Costa. Eles respondem por homicídio e ocultação de cadáver. Conforme a sentença de pronúncia, o crime foi motivado por uma questão financeira porque a vítima havia cobrado um valor de um familiar de um dos réus. Na sentença de pronúncia consta ainda que os réus utilizaram o cartão de Graciela para fazer compras.

O crime ocorreu entre 16 e 17 de outubro, mas o corpo só foi encontrado dias depois em adiantado estado de descomposição na Estrada Isidoro Comerlato, localidade de Nossa Senhora da Maternidade.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros