Anna Carolina Jatobá e Suzane von Richthofen recebem saída temporária de fim de ano - Polícia

Versão mobile

 

São Paulo22/12/2017 | 13h51Atualizada em 22/12/2017 | 13h51

Anna Carolina Jatobá e Suzane von Richthofen recebem saída temporária de fim de ano

As duas deixaram a penitenciária em Tremembé, em São Paulo, na manhã desta sexta-feira (22)

Anna Carolina Jatobá e Suzane von Richthofen recebem saída temporária de fim de ano Montagem sobre fotos de arquivo/
Foto: Montagem sobre fotos de arquivo

Anna Carolina Jatobá, condenada pelo assassinato da enteada Isabella Nardoni , e Suzane von Richthofen, presa por ter planejado a morte dos pais, foram liberadas da prisão na manhã desta sexta-feira (22). 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho 

As duas receberam o direito à saída temporária de fim de ano e devem retornar à penitenciária de Tremembé, em São Paulo, em 3 de janeiro. As informações são do portal G1. 

As duas cumprem pena em regime semiaberto na Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier. Anna Carolina, a primeira a sair nesta manhã, deixou o local em um carro importado preto. 

Suzane saiu logo depois, acompanhada do namorado, um empresário paulista. Elas não falaram com a imprensa. No presídio, outras 57 mulheres receberam o direito ao mesmo benefício de saída temporária. 

Relembre os casos 

Nardoni 

pagina 23 pagina 36 30 03 09 PAGINA 37 7 7 08 pagina 45 24 4 08 Isabella Nardoni Reproducao Fotos de Isabella Nardoni menina que caiu de um predio em SP pai,alexandre nardoni,criança,jogada,morte,queda,violência,zona norte,anna carolina jatobá,indiciada,apreensaõ,2008,justiça,madrasta,publicada,janela,livro,indiciamento,isabella naradoni,prédio,isabella nardoni,isabella de oliveira nardoni,menina,caso isabella,edifício,filha,julgamento,2010
Foto: Reprodução / Agencia RBS

Em março de 2008, Isabela Nardoni, cinco anos, morreu após sofrer uma queda da janela do sexto andar de um edifício em São Paul.  A investigação concluiu que a menina foi espancada e estrangulada dentro do apartamento, antes de ser jogada pela janela.  O pai dela, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá, foram condenados pelo crime.


Richthofen 

Foto: Arquivo pessoal

Em outubro de 2002, Manfred Albert von Richthofen, 49 anos, e a mulher, Marisia von Richthofen, 50 anos, foram mortos a pauladas dentro de casa. Suzane foi condenada por ter planejado o assassinato dos pais. O namorado dela e o irmão dele também foram condenados pelo crime. 


 Leia outras notícias do Diário Gaúcho 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros