Polícia prende quatro criminosos em casa usada como esconderijo de facção - Polícia

Versão mobile

 

São Leopoldo 19/12/2017 | 10h33Atualizada em 19/12/2017 | 10h33

Polícia prende quatro criminosos em casa usada como esconderijo de facção

Local também era utilizado por presos recém saídos da cadeia; dois suspeitos fugiram  

Polícia prende quatro criminosos em casa usada como esconderijo de facção Polícia Civil, Divulgação/
Foto: Polícia Civil, Divulgação

 Agentes da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de São Leopoldo prenderam, na manhã desta terça-feira (19), quatro integrantes de uma facção que eram procurados pela Polícia Civil. Eles estavam em uma casa no bairro Santos Dumont, em São Leopoldo, que era utilizada pela organização criminosa como local de esconderijo ou para abrigar presos recém saídos da cadeia.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  

Além disso, foi recuperado um veículo roubado por um dos suspeitos presos. O carro estava estacionado no pátio da casa usada pela facção. 

O delegado Rodrigo Zucco, responsável pela investigação, diz que até o nome da organização foi pintado em uma das paredes da casa.  Os nomes dos presos e da facção não foram divulgados para não atrapalhar as investigações. 

O grupo, que tem base no Vale do Sinos, teve líderes transferidos este ano para presídios federais, deu ordens para a construção de um túnel para tentativa de fuga em massa do Presídio Central e também está extorquindo exploradores de jogos de azar, inclusive com dois assassinatos de contraventores e uma tentativa. Os casos foram em Canela e Riozinho, em relação às execuções. O dono de um bingo em Portão levou 11 tiros neste ano, mas sobreviveu. Todos haviam se negado a pagar valores aos criminosos por suposta proteção.

Na ação de hoje, Zucco diz que dois suspeitos que utilizavam a residência fugiram. Eles seguem sendo procurados pelos policiais. O delegado destaca que este ano já foram presas 172 pessoas pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos do município em ações em todo o Vale do Sinos. A maioria é integrante de facção que atua no tráfico de drogas, em roubos, sequestros e demais delitos. 

A polícia aponta que, nos últimos três anos, o furto e roubo de veículos diminuiu em quase 20% na região.  

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros