Suspeito de ataque que resultou em três mortes é preso após tiroteio com a BM - Polícia

Versão mobile

 

Gravataí20/12/2017 | 14h48

Suspeito de ataque que resultou em três mortes é preso após tiroteio com a BM

Disputas do tráfico de drogas são a motivação do crime, conforme a polícia

Suspeito de ataque que resultou em três mortes é preso após tiroteio com a BM Brigada Militar / Divulgação/Divulgação
Foto: Brigada Militar / Divulgação / Divulgação

Um homem suspeito de ter participado do ataque contra uma casa em Gravataí, na madrugada desta quarta-feira (20), que resultou em três mortes, foi preso pela Brigada Militar (BM) após um cerco. Segundo os policiais, ele foi localizado por volta das 6h30min em um matagal às margens da RS-118 com a Avenida Centenário, próximo da residência onde houve o crime.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho 

O homem preso teria fugido, na RS-118, do carro usado na fuga, um Gol roubado, após troca de tiros com a BM. Os PMs chegaram rapidamente até a região, já que o batalhão fica a cerca de 1,5 quilômetro do local do crime. No veículo, que ficou abandonado, foi encontrado morto Sandro Hainzenreder Silveira, que seria comparsa do preso e que foi atingido por tiros pela polícia.

Os outros dois mortos no crime são vítimas, que estavam na casa, identificados como Ricardo Rodrigo de Souza, de 31 anos, e Fabio Nogueira Linck, de 30.

Para a Delegacia de Homicídios da cidade, que investiga o caso, disputas do tráfico de drogas são a motivação do ataque. Souza tinha antecedentes pelo crime, e, conforme o delegado Felipe Borba, já vinha sendo ameaçado por rivais de Viamão. 

— As primeiras informações que temos é de que eles (atiradores) vieram executar o Ricardo depois de já tê-lo avisado para não traficar naquele ponto — afirma Borba. 

Vizinhos também confirmaram aos investigadores que o local estava sendo usado como ponto de venda de drogas. Essas informações fizeram perder força a hipótese de que o caso era um latrocínio (roubo com morte), que havia sido inicialmente levantada, já que os bandidos fugiram com pertences da casa. 

Ao longo desta quarta, a Polícia Civil pretende ouvir as companheiras dos homens mortos na residência. Elas estavam no local e teriam presenciado parte da ação. O preso também prestará depoimento. A polícia quer confirmar se havia um terceiro comparsa no carro. 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros