Rebelião deixa nove mortos e 14 feridos em presídio de Goiás - Polícia

Versão mobile

 

Violência02/01/2018 | 09h55Atualizada em 02/01/2018 | 09h55

Rebelião deixa nove mortos e 14 feridos em presídio de Goiás

Dados da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) de GO confirma a fuga de 106 presos da unidade

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

 Uma rebelião na tarde desta segunda-feira (1º), deixou nove detentos mortos e outros 14 feridos na Colônia Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, em Goiás. Os dados são da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) do Estado.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  

A Seap também informou que 106 presos fugiram durante a rebelião, sendo que 29 já foram recapturados. Além destes, outros 127 detentos deixaram o presídio durante a confusão, mas retornaram voluntariamente depois.

De acordo com o delegado Eduardo Rodovalho, responsável pelas investigações, muitos presos fugiram com medo da confusão. O investigador definiu os ataques como "cruéis", de acordo com o portal de notícias G1. Alguns corpos estavam carbonizados, outros estavam com as vísceras expostas e dois deles foram encontrados decapitados.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de Aparecida de Goiânia (SSPAP) informou que a rebelião aconteceu depois que detentos da ala C invadiram a ala B, dando início a um confronto. Os presos também incendiaram a unidade prisional.

Familiares dos detentos estão na porta do presídio à espera de informações. Funcionários do local informaram que realizam uma chamada para saber quais presos ainda estão na unidade.

Agentes do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, retomaram o presídio por volta das 16h.

O Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer) da PM também atua para tentar recapturar foragidos.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros