Três ataques a bancos são registrados na madrugada desta quarta-feira no RS - Polícia

Versão mobile

 

Violência31/01/2018 | 10h15Atualizada em 31/01/2018 | 10h15

Três ataques a bancos são registrados na madrugada desta quarta-feira no RS

Lindolfo Collor, no Vale dos Sinos, São Jorge, na Serra, e Canudos do Vale, no Vale do Taquari,   foram alvos de criminosos

Três ataques a bancos são registrados na madrugada desta quarta-feira no RS Fernando Coelho/Rádio comunitária de Lindolfo Collor
Banrisul de Lindolfo Collor foi explodido por bandidos na madrugada desta quarta-feira (31) Foto: Fernando Coelho / Rádio comunitária de Lindolfo Collor
Noele Scur e Liliane Pereira

noele.scur@rdgaucha.com.br

Três ataques a agências bancárias foram registrados durante a madrugada desta quarta-feira (31) no Rio Grande do Sul. Os casos ocorreram em diferentes regiões do Estado e não deixaram feridos. Ninguém foi preso. 

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

Em Lindolfo Collor, no Vale do Sinos, os criminosos renderam funcionários de uma indústria e teriam realizado quatro explosões em um posto avançado do Banrisul. As detonações chegaram a atingir salas da prefeitura. 

Segundo a Brigada Militar (BM), os bandidos  chegaram ao local por volta de 1h45min em um Cruze vermelho, que teria sido roubado. O prédio atacado pelo bando fica na Avenida Capivara, no centro da cidade, junto ao complexo que abriga salas onde funcionam algumas secretarias da prefeitura, perto de uma indústria. 

Conforme testemunhas, os assaltantes realizaram pelo menos quatro explosões até alcançar o cofre do banco. As salas da prefeitura teriam sido atingidas. Ainda não há confirmação sobre o valor roubado. 

Um dos vigilantes da indústria, Adilson Garcia, estava de carro fazendo a ronda na hora do ataque. Pelo menos três funcionários estavam em frente à empresa quando os bandidos chegaram e foram feitos reféns. Os trabalhadores estavam no horário do intervalo. 

— Um dos bandidos fez um funcionário de escudo enquanto ia na direção da guarita onde estava o porteiro. Ele caminhava avisando que iria atirar e estava com um fuzil apoiado no refém quando atirou. O homem só não foi atingido porque o vidro era escuro e o atirador não viu que ele se atirou no chão. Felizmente, o porteiro está bem — conta Garcia. 

Uma equipe de policiais chegou a trocar tiros com o grupo, mas eles conseguiram escapar em direção ao município de Portão. Na fuga, os bandidos abandonaram o carro e furtaram um veículo de uma chácara no interior de Portão. Os criminosos ainda teriam jogado miguelitos (ferros retorcidos) na via para dificultar a perseguição da polícia. A Brigada Militar de Ivoti e dos municípios vizinhos segue em buscas na região.  

Serra 

Em São Jorge, na Serra, um caixa eletrônico do Banrisul também foi alvo de bandidos. Por volta das 2h, pelo menos quatro criminosos explodiram um terminal bancário. No entanto, segundo a Brigada Militar, eles não conseguiram acessar as cédulas dos caixas e fugiram.

Um caso semelhante ocorreu no mesmo banco há menos de dois meses, quando o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Brigada Militar foi chamado, em dezembro do ano passado, para remover explosivos em dois caixas eletrônicos do Banrisul. O banco fica no andar inferior de um imóvel que tem uma moradia na parte de cima.  

Vale do Taquari

Um terceiro caso ocorreu por volta das 4h em Canudos do Vale, no Vale do Taquari. Bandidos tentaram arrombar uma agência bancária do Sicredi. A tentativa, porém, foi frustrada pelo sistema de alarme que aciona uma cortina de fumaça. De acordo com a polícia, o grupo fugiu em uma Renault Duster preta, em direção a Lajeado.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros