Criminosos se passam por policiais para executar jovem em Canela  - Polícia

Versão mobile

 

Serra 05/03/2018 | 12h54Atualizada em 05/03/2018 | 12h54

Criminosos se passam por policiais para executar jovem em Canela 

Quatro homens, que usavam coletes balísticos, toucas ninjas e camisetas pretas, invadiram a residência da vítima 

Na madrugada deste domingo (4), quatro homens armados, que usavam coletes balísticos, toucas ninjas e camisetas pretas, invadiram a residência de um jovem na Vila Mina, em Canela, na Serra. Eles se passaram por policiais civis para entrar no local e levar Willian da Rosa Gross, 20 anos, que tinha antecedentes criminais por tráfico de drogas. 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

Segundo a Brigada Militar, não há confirmação de que o grupo estava com alguma identificação para se passar por policiais. No entanto, não é descartada a hipótese de que esta fosse a intenção dos criminosos para surpreender a vítima durante a invasão da residência. A companheira de Gross estava junto com ele no momento da abordagem. Ela não ficou ferida e não foi levada junto.

Gross, além de ser retirado de casa, foi agredido na frente dela. Ele foi levado em um veículo de cor branca. A Brigada Militar foi acionada e realizou buscas pela região. Logo em seguida, por volta de 5h, recebeu uma ligação pelo telefone 190 de que havia um corpo em um matagal próximo à Estrada Tubiana, no município. No local, policiais militares confirmaram que se tratava de Gross, executado com mais de dez tiros. Os suspeitos ainda não foram identificados e a investigação da Polícia Civil já iniciou neste domingo. A hipótese inicial é de desavença envolvendo facções rivais ou então entre integrantes da mesma facção. 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros