Homem mata a mulher e o sogro a facadas na zona norte de Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 

Feminicídio28/03/2018 | 07h40Atualizada em 28/03/2018 | 07h40

Homem mata a mulher e o sogro a facadas na zona norte de Porto Alegre

Segundo a Polícia Civil, agressor cometeu suicídio após os crimes

Homem mata a mulher e o sogro a facadas na zona norte de Porto Alegre Vitor Rosa / Agência RBS/Agência RBS
Viaturas da Polícia Civil e do Departamento Médico Legal foram deslocadas para o local do crime Foto: Vitor Rosa / Agência RBS / Agência RBS

Um homem matou a companheira e o sogro a facadas na manhã desta terça-feira (27) no bairro Passo das Pedras, na zona norte de Porto Alegre. Segundo a Polícia Civil, o agressor, identificado como Gustavo Adriano Fernandes dos Santos, foi encontrado morto na casa de familiares, em outro endereço no mesmo bairro. A polícia acredita que ele tenha cometido suicídio após os crimes.

A polícia foi acionada às 7h45min para atender à ocorrência na residência onde o casal morava, na Alameda dos Coqueiros. Segundo testemunhas, Gustavo discutiu com a companheira, Claudia Caroline Alves de Souza, 22 anos, que telefonou para o pai pedindo socorro.

Leia mais
Homem que invadiu hospital para tentar matar mulher é preso por nova tentativa de feminicídio
Marido atropela e mata mulher em condomínio de luxo em SP
Homem mata namorada a facadas e esconde o corpo em oficina em Sapucaia do Sul

Quando Rogério de Souza, 43 anos, chegou ao local, presenciou o ataque à filha e, ao tentar interceder, também foi esfaqueado. Rogério tentou dirigir até o hospital mais próximo em busca de socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do seu carro, na Rua Santa Fé.

Antes da chegada da polícia, Gustavo foi até a casa de parentes na Rua Ary Tarragô, onde teria cometido suicídio.

De acordo com a delegada Luciana Smith, da 5ª Delegacia de Homicídios, o crime será investigado como feminicídio (no caso da morte de Claudia) e homicídio (em relação a Rogério):

— O crime está praticamente elucidado, a não ser que cheguem novas informações que desconstruam a versão de uma briga de casal — afirmou.

Luciana afirmou ainda que apenas a investigação da morte de Rogério e do suicídio do agressor ficarão sob sua responsabilidade, já que o feminicídio ficará a cargo da Delegacia da Mulher.

Sogro do agressor tentou dirigir até hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do carroFoto: Vitor Rosa / Agência RBS


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros