Motorista do Uber é assassinado a tiros em Tramandaí - Polícia

Versão mobile

 

Latrocínio09/04/2018 | 07h25Atualizada em 09/04/2018 | 07h25

Motorista do Uber é assassinado a tiros em Tramandaí

Corpo de Luiz Eugênio Goes, 38 anos, foi encontrado em avenida perimetral. Carro estava em outro local

Um motorista do Uber foi assassinado em Tramandaí, no Litoral Norte, na madrugada deste domingo (8). Conforme a Polícia Civil, Luiz Eugênio de Goes, 38, foi chamado para atender uma corrida minutos antes de deixar de se comunicar por meio do celular. O corpo foi localizado com tiros no rosto, por volta das 4h, na Avenida Perimetral, em uma área de descarte irregular de lixo, no bairro Indianópolis.

Leia mais
Padrasto é morto a facadas pelo enteado em Porto Alegre
Namorado confessa crime e polícia encontra corpo de jovem grávida em São Lourenço do Sul
Homicídios caem 34% na região metropolitana de Porto Alegre

O veículo do motorista, um Gol, não foi encontrado pelos policiais durante a madrugada. Somente na tarde deste domingo, por volta das 14h, uma denúncia anônima à Brigada Militar levou agentes até o carro, que estava abandonado também no bairro Indianópolis, mas num ponto mais afastado, próximo de uma lagoa. O automóvel foi recolhido até um depósito e deverá passar por análise do Instituto-Geral de Perícias (IGP) para tentar localizar digitais ou material genético.

Para a Polícia Civil, as circunstâncias do crime indicam um latrocínio - roubo com morte. O principal fator que reforça a tese é o carro ter sido levado pelo criminoso.

Goes deixa mulher e dois filhos, um deles de três meses. Colegas de Uber e taxistas realizaram, por volta das 17h, uma carreata no centro de Tramandaí pedindo por mais segurança.

Em nota, a Uber lamentou a morte do motorista. Em uma análise preliminar, a empresa afirma que Goes não estaria realizando uma viagem pelo aplicativo no momento da ocorrência. Leia a íntegra:

“A Uber lamenta profundamente que motoristas parceiros sejam alvo de violência urbana, uma vez que vão às ruas todos os dias ajudar a construir o futuro da mobilidade em nossas cidades e gerar renda para si próprios e suas famílias. 

Compartilhamos nossa solidariedade e nossos sentimentos de mais profundo pesar com a família de Luiz Eugênio Goes nesse momento tão difícil. Todavia, pelo que pudemos apurar, o parceiro não estava em viagem com o aplicativo e a ocorrência não tem, portanto, qualquer relação com a Uber.”

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros