Operações no Mês da Mulher levaram à prisão 132 suspeitos de feminicídios e agressões no RS - Polícia

Versão mobile

 

Violência contra a mulher04/04/2018 | 07h24

Operações no Mês da Mulher levaram à prisão 132 suspeitos de feminicídios e agressões no RS

Ações ocorreram em referência ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em março, e foram divulgadas nesta terça-feira (3)

Em todo o mês de março, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher, a Polícia Civil concentrou ações no combate à violência contra mulheres no Rio Grande do Sul. Nesta terça-feira (3), foi anunciada a prisão de 132 suspeitos de crimes no âmbito doméstico e familiar.

Leia mais
Sete em cada 10 casos de feminicídio ocorrem dentro de casa no Rio Grande do Sul
Operação combate crimes de violência doméstica e feminicídio em Porto Alegre
Condenado por estupro e homicídio volta a ser julgado por matar outra mulher carbonizada

A maior parte dos suspeitos foi presa de forma preventiva, quando houve investigação prévia, ou em flagrante, durante abordagens após denúncias. Segundo a delegada Tatiana Bastos, da Delegacia da Mulher de Porto Alegre, os principais crimes registrados foram lesão corporal, ameaça, crimes contra a honra, estupro, contravenções de vias de fato e perturbação da tranquilidade. Houve também casos de feminicídio que foram investigados e que resultaram em prisões. 

— A  agressão contra a mulher atinge toda a sociedade, independente da classe social, e o silêncio é o maior cúmplice da violência — diz Tatiana.

Entre as diversas ações realizadas pela Polícia Civil no mês de março, destaca-se a Operação Gaia, deflagrada no dia 20, pela Delegacia da Mulher da Capital. Na ocasião, cinco pessoas foram presas e 28 mandados de busca e apreensão foram cumpridos na cidade e em Alvorada. Foi combatido justamente o feminicídio e ainda o descumprimentos de medidas protetivas de urgência.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros