Polícia Civil prende um dos suspeitos de matar por engano cinegrafista em Porto Alegre  - Polícia

Versão mobile

 

Investigação 18/04/2018 | 15h59

Polícia Civil prende um dos suspeitos de matar por engano cinegrafista em Porto Alegre 

Emerson Paz Rodrigues, 24 anos, investigado pela morte do cinegrafista Nilson da Silva Ferreira, foi preso em Sapiranga


Polícia Civil prende um dos suspeitos de matar por engano cinegrafista em Porto Alegre
Emerson Paz Rodrigues, 24 anos, foi preso em Sapiranga na noite de terça-feira após denúncia anônimaFoto: Polícia Civil

A Polícia Civil divulgou na manhã desta quarta-feira (18) a prisão de um dos suspeitos de matar por engano o cinegrafista Nilson da Silva Ferreira, 41 anos, no final de março no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Emerson Paz Rodrigues, 24 anos, foi localizado em Sapiranga, no Vale do Sinos, no final da noite passada após denúncia anônima.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

O delegado Fernando Branco, responsável pela ação, diz que o suspeito estava escondido em uma casa e não resistiu à prisão. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento de Novo Hamburgo e aguarda vaga em presídio. Rodrigues já tinha duas passagens pela polícia por tráfico de drogas.

Outro suspeito identificado é Marcos Vinícius Aniceto Carvalho, 19 anos. Ele segue foragido e tem antecedentes ainda como adolescente infrator por latrocínio, duas vezes por porte ilegal de arma de fogo, roubo a estabelecimento comercial e quatro vezes por tráfico de drogas. Os dois tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça.

A investigação da 6ª Delegacia de Homicídios de Porto Alegre tenta identificar um terceiro suspeito que aparece em imagens de câmeras de segurança do prédio da vítima. Segundo a delegada Elisa de Souza, a execução foi por engano. O trio procurava um cunhado do cinegrafista que é foragido da Justiça e tem envolvimento com o tráfico de drogas. Ferreira estava dormindo em casa quando foi executado e os criminosos atiraram mesmo após terem sido informados de que o alvo deles não estava na residência. O cinegrafista trabalhava na TV Assembleia e deixou dois filhos adolescentes. 

nilson ferreira
Nilson da Silva Ferreira, 41 anos, atuava pela TV Assembleia e deixou dois filhos adolescentes Foto: Divulgação / TV Assembleia

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros