Servidor do TRT-RS é morto em assalto em Viamão - Polícia

Versão mobile

 

Violência na Região Metropolitana02/04/2018 | 07h54Atualizada em 02/04/2018 | 07h58

Servidor do TRT-RS é morto em assalto em Viamão

Wilson Pereira Moreira atuava na área de segurança do tribunal. Polícia apreendeu um adolescente suspeito de participar do crime

Correção: a vítima atuava no TRT-RS, e não no TRF4, como publicado entre 23h01min de 31 de março e 10h27min de 1º de abril. O texto já foi corrigido. 

Um servidor do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), com sede em Porto Alegre, foi morto a tiros dentro de seu veículo no loteamento Três Figueiras, em Viamão, na Região Metropolitana. O crime ocorreu na noite deste sábado (31).

A vítima foi identificada como Wilson Pereira Moreira. O homem, que ainda não teve a idade confirmada, trabalhava como agente de segurança no TRT-RS.

Leia mais
Cinegrafista é morto a tiros no bairro Menino Deus, em Porto Alegre
Polícia encontra carro de motorista de aplicativo desaparecido em Porto Alegre
Homem é morto a tiros na zona leste de Porto Alegre

Moreira estava armado e teria reagido a uma abordagem de criminosos. Houve troca de tiros. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo com morte). 

 — A vítima estava chegando a sua residência. Ainda não sabemos se os criminosos queriam levar o veículo ou tinham a casa como alvo — declara o delegado Eduardo Limberger do Amaral, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Viamão.

Conforme Amaral, ao menos três criminosos participaram da ação. Um adolescente que estava com os demais suspeitos foi baleado e, em seguida, encaminhado ao Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre, para receber atendimento médico. A polícia apreendeu o jovem após reconhecimento feito pelo genro de Moreira, que estaria com a vítima no momento da troca de tiros.

Amaral afirma que outro suspeito já foi identificado. Durante a madrugada deste domingo (1º), policiais fizeram buscas na região, acrescenta o delegado.

— Até o momento, tratamos o caso como latrocínio, apesar de ainda não descartamos outras hipóteses. A princípio, o alvo dos criminosos era algum bem material da vítima — frisa.

O comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel José Carlos Pacheco Ferreira, relata que a região onde ocorreu o crime tem sido alvo de reclamações de moradores por conta da insegurança. Segundo Ferreira, um terreno com matagal e pouca iluminação na área está sendo usado para depósito de lixo, onde um corpo foi abandonado neste mês.

Elogios à atuação profissional

Wilson Pereira Moreira atuava na área de segurança operacional do TRT-RS. Diariamente, encarregava-se de funções como triagem em detectores de metais. 

Coordenador da área de segurança do tribunal, João Luiz Peixoto da Silva descreve o ex-colega como um "excelente profissional": 

— Ele tinha mais de 25 anos de funcionalismo público. Trabalha diretamente com o público com presteza. Seus serviços eram de excelente qualidade.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros