Integrante de facção criminosa gaúcha é preso no Paraguai  - Polícia

Versão mobile

 

Foragido 03/05/2018 | 15h56Atualizada em 03/05/2018 | 15h56

Integrante de facção criminosa gaúcha é preso no Paraguai 

Luís Fernando da Silva Soares Júnior estava foragido desde 2015 e tinha cinco mandados de prisão contra ele, além de ser investigado por sete homicídios 

 

Integrante de facção criminosa gaúcha é preso no Paraguai
Luís Fernando da Silva Soares é considerado um dos traficantes mais perigosos do Estado e o procurado número 1 do RSFoto: Polícia do Paraguai

A Polícia do Paraguai divulgou nesta quinta-feria (3) a prisão, realizada na noite de quarta-feria (2) na cidade de Encarnación, do gaúcho Luís Fernando da Silva Soares Júnior, 38 anos, vulgo Júnior Perneta. Ele é integrante de uma facção criminosa que tem base na zona leste de Porto Alegre e é investigado por pelo menos sete homicídios na Capital. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, ele era o foragido mais procurado e ainda considerado de alta periculosidade. Ele estava em uma lista da Interpol sobre foragidos. 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

A prisão foi em parceria com a Polícia Civil do Paraná e ainda houve troca de informações com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, bem como com a Brigada Militar. De acordo com o delegado Arthur Raldi, da Delegacia de Capturas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Soares Júnior estava foragido desde o dia 31 de março de 2015 e acredita-se que durante todo este período ele esteve no Paraguai. No momento em que foi abordado por agentes, quando estava caminhando em via pública, ele apresentou uma identidade paraguaia falsa. Além deste documento, foram apreendidos um porte de arma paraguaio, uma identidade brasileira em nome de outra pessoa e um veículo. 

Raldi diz que há pelo menos cinco mandados de prisão contra Soares Júnior. São dois mandados por homicídio pela polícia gaúcha e três por tráfico internacional de drogas pela Polícia Federal. A ideia inicial é de que o integrante da facção criminosa seja conduzido nos próximos dias para o Rio Grande do Sul. No entanto, a polícia ainda está analisando a transferência. 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros