Polícia Civil prende suspeitos de roubar 39 armas de colecionador em Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 

Investigação22/05/2018 | 09h42Atualizada em 22/05/2018 | 11h10

Polícia Civil prende suspeitos de roubar 39 armas de colecionador em Porto Alegre

Em ações deflagradas nesta terça na Serra e Região Metropolitana, Deic prende ladrões que invadiram apartamento da vítima no início do mês passado no bairro Lindoia 

Polícia Civil prende suspeitos de roubar 39 armas de colecionador em Porto Alegre Cid Martins / Agência RBS/Agência RBS
Operação prendeu um dos suspeitos do crime, além de dois receptadores e um homem flagrado com arma da vítima Foto: Cid Martins / Agência RBS / Agência RBS

Quatro pessoas foram presas no início da manhã desta terça-feira (22) em mais uma operação realizada pela Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) na Serra e na Região Metropolitana de Porto Alegre. Um dos presos é suspeito de invadir o apartamento de um colecionador no mês passado, no bairro Lindoia, zona norte da Capital, e roubar 39 armas e também dinheiro. Um comparsa dele, que também teve mandado de prisão temporária expedido pela Justiça, não foi localizado na operação desta terça-feira.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

Em uma rápida investigação, o delegado João Paulo de Abreu conseguiu chegar na autoria do fato ocorrido em 9 de abril. Na época, a própria Brigada Militar, que atendeu a ocorrência, confirmou que eram dois homens. Os dois acessaram o prédio e renderam o porteiro. Eles tinham informações privilegiadas sobre a vítima, inclusive contavam com uma cópia da chave do imóvel. A dupla fugiu levando as mais de 30 armas e notas de dólares e euros.

Abreu já confirmou que parte do dinheiro obtido com o roubo foi usada para a compra de um automóvel avaliado em R$ 36,9 mil. O carro foi apreendido judicialmente. A polícia acredita que este valor representa pelo menos 20% do total roubado em dinheiro e do valor obtido pelos bandidos com a venda de parte das armas, por isso um dos motivos das ações é localizar tanto dinheiro quanto armas do colecionador, cujo nome não foi divulgado por questões de segurança.

Os presos nesta terça-feira, segundo o Deic, incluem um autor do roubo, dois suspeitos de receptação e um quarto detido em flagrante porque estava com uma arma da vítima. Por enquanto, as identidades deles não foram reveladas, já que ainda nesta terça-feira serão submetidos a reconhecimento pessoal. A participação de mais um suspeito na ação de 9 de abril é investigada.

Ao todo, 25 policiais civis participaram da Operação Panamericana e cumpriram oito mandados de busca e apreensão, além de dois mandados de prisão temporária em Caxias do Sul, Canoas e Gravataí. Entre os itens apreendidos estão armas, incluindo um fuzil e uma pistola, além de 201 cartuchos e R$ 5 mil.  A investigação continua e um dos objetivos é identificar e localizar outros possíveis receptadores. Os crimes apurados são de roubo circunstanciado com emprego de arma de fogo e receptação.

Presos foram flagrados com armas de colecionadorFoto: Polícia Civil / Divulgação

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros