Preso padrasto condenado por estuprar e engravidar enteada em Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 

Violência Sexual 11/05/2018 | 08h29Atualizada em 11/05/2018 | 08h29

Preso padrasto condenado por estuprar e engravidar enteada em Porto Alegre

Segundo sentença, homem de 35 anos de idade foi preso pela Polícia Civil forçou adolescente a ingerir medicamento abortivo 

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (10) um homem de 35 anos condenado pelo estupro da própria enteada em Porto Alegre. O padrasto foi localizado em uma residência do bairro São José, zona leste da Capital. Além de abusar sexualmente da adolescente de 14 anos, na época do fato, ele é acusado de ter forçado a jovem a ingerir medicamentos abortivos. 

Leia mais
Polícia Civil prende monitor de igreja suspeito estuprar duas jovens em Porto Alegre 
Padrasto é preso em Alvorada por abusar de enteada adolescente
Preso homem que estuprou sobrinhos na zona norte de Porto Alegre

Segundo o delegado Arthur Raldi, da Delegacia de Capturas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), foi cumprido um mandado de prisão decorrente de sentença penal condenatória definitiva expedido pela prática do crime de estupro. O crime ocorreu em 2007 e, devido a ameaças, a vítima só conseguiu procurar a polícia e registrar ocorrência em 2013. Após investigação, houve processo judicial e o padrasto foi condenado no mês passado a 12 anos e três meses de prisão. Desde então, o homem era procurado pela polícia.

Raldi ainda destaca que, perante coação, o criminoso obrigou a enteada a ingerir diversos remédios para provocar um aborto, o que não ocorreu. A criança nasceu e a família passou a ter acompanhamento psicológico. O nome do preso não foi divulgado para preservar a vítima.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros