Suspeito de engravidar menina de 11 anos e estuprar também uma de 13 é preso em Viamão - Polícia

Versão mobile

 

Pedofilia28/05/2018 | 16h15Atualizada em 28/05/2018 | 16h15

Suspeito de engravidar menina de 11 anos e estuprar também uma de 13 é preso em Viamão

Ministério Público e Polícia Civil realizaram operação conjunta que resultou na prisão de jovem de 21 anos

O Ministério Público e a Polícia Civil prenderem, na manhã desta segunda-feira (28), um jovem de 21 anos pela suspeita de ter engravidado uma menina de 11 anos. A ação foi realizada no bairro Vila Isabel, em Viamão, na Região Metropolitana.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  

Presos suspeito de engravidar menina de 11 anos
Foto: Divulgação / MPRS

A prisão ocorreu durante cumprimento de mandados judiciais na casa do suspeito. Ele dormia no momento em que era realizada a ação. No local, foram apreendidos celulares que serão analisados para verificar se há material com pornografia infanto-juvenil.

— Havendo esse material, ele poderá responder também por outros crimes. Há uma suspeita de que ele tenha estuprado outra criança, de 13 anos, e isso será apurado também — disse a delegada Andrea Magno, titular da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca). 

De acordo com a delegada, está sendo investigada também a suspeita de que o mesmo jovem tenha estuprado outra menina, de 13 anos.

— É importante que o adulto se dê conta de que ele não pode abusar de uma criança, não pode haver relação íntima com pessoa menor de 14 anos, não importa se consentida ou não consentida, isso é crime de estupro de vulnerável — diz o promotor da Infância e da Juventude Júlio Almeida ressalta.

A descoberta do estupro começou no início deste mês quando a mãe da vítima, ao perceber que a menstruação da filha estava atrasada, conversou com ela. A menina então contou que teria sido estuprada três vezes pelo suspeito, a primeira aos dez anos de idade. O homem frequentava sua casa, onde participava de rituais religiosos, e, segundo a criança, teria se aproveitado desses momentos para praticar o crime. 

Exames realizados no Hospital de Clínicas constataram a gestação. A criança foi então encaminhada ao Centro de Referência no Atendimento Infanto-Juvenil (Crai) para acompanhamento e aborto, já realizado. Amostras de DNA do feto foram recolhidas e serão comparadas ao material genético do suspeito. Preso preventivamente, o jovem deve ser indiciado por estupro de vulnerável. 

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho  


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros