Roubos de veículos aumentam 2,9% na Capital - Polícia

Versão mobile

 

Criminalidade18/09/2018 | 21h15Atualizada em 18/09/2018 | 21h15

Roubos de veículos aumentam 2,9% na Capital

Índice corresponde aos oito primeiros meses deste ano, comparados a igual período de 2017. BM anuncia ações e promete queda dos números em setembro

Roubos de veículos aumentam 2,9% na Capital Fernando Gomes/Agencia RBS
Depósitos do Detran, como esse na Capital, estão abarrotados de carros aguardando perícia Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Levantamento feito pela Brigada Militar aponta crescimento de 2,9% nos roubos de veículos em Porto Alegre nos oito primeiros meses de 2018, comparados a igual período do ano passado: são 5.783 casos neste ano, contra 5.620 em 2017. De um ano para outro, de acordo com dados do Detran-RS, a frota de veículos na Capital cresceu de 834.334 para 836.271. Ou seja: 0,23%.

O tenente-coronel André Luiz Nickéle Córdova, que na sexta-feira assumiu o Comando do Policiamento da Capital (CPC), substituindo o coronel Jefferson de Barros Jacques, que foi para a reserva, vê boas perspectivas no combate ao roubo de veículos.

Leia mais
IGP reconhece que leva 3 meses para fazer perícias de carros roubados no RS
Em cinco anos, 188 mil veículos foram furtados ou roubados no Rio Grande do Sul
Demora em perícias faz com que motoristas esperem até seis meses para recuperar veículos no RS

— Até agosto, realizávamos entre três e quatro barreiras táticas, com duração de uns 40 minutos, por dia. A partir de setembro, passaram a ser de 45 a 53 por dia, em variados locais e nas 24 horas — afirma.

Como resultado, o novo comandante do CPC cita resultados obtidos na área do 20º Batalhão de Polícia Militar (20º BPM), uma das mais afetadas por esse tipo de crime. Na região, os casos de roubos de veículos caíram de 65 para 57 nos 10 primeiros dias de setembro de 2018 em comparação com o mesmo período de 2017, em queda que representa 12%.

O levantamento da BM aponta ainda índice de 58,2% na recuperação de veículos roubados. Dos 5.783 levados por criminosos na Capital, até 31 de agosto, 3.370 retornaram a seus proprietários.

— O número de veículos roubados representa 0,69% do total da frota de Porto Alegre. Reduzindo-se os 58,2% que foram recuperados, apenas 0,29% permanecem roubados — argumenta o oficial.

Demora 

Um administrador e contador de 29 anos, que prefere não ser identificado, foi uma das vítimas que ladrões. Seu veículo foi roubado, mas recuperado pela BM. Ele foi assaltado em 13 de agosto, na Rua Auxiliadora, na zona norte da Capital, quando seguia para o trabalho, por volta das 7h.

— Foi traumático. Já havia fechado o carro e me afastado um pouco quando um rapaz passou por mim e, pelas costas, me abordou, apontando a arma — descreve.

O administrador entregou o celular, a carteira, a aliança e a chave do carro. Mas o ladrão não foi longe. Cerca de uma hora depois, o carro, que pertencia à empresa da vítima e tinha rastreador, foi localizado na Praça da Encol.

— Avisei a Brigada Militar onde estava o carro. Tive de fazer um B.O. (boletim de ocorrência) na Polícia Civil, o carro foi recolhido e aí foram 10 dias até que me devolvessem — conta.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros