De antiga indústria a bunker de investigações: conheça onde funcionará o Deic na Capital - Polícia

Versão mobile

 

Polícia Civil11/10/2018 | 22h10Atualizada em 11/10/2018 | 22h10

De antiga indústria a bunker de investigações: conheça onde funcionará o Deic na Capital

Prédio que abrigará 11 delegacias, perto do aeroporto Salgado Filho, será inaugurado dia 23

De antiga indústria a bunker de investigações: conheça onde funcionará o Deic na Capital Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Delegado Bozzetto brinca: de tão grande é preciso se locomover de patinete Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Leticia Mendes

O patinete que se tornou xodó dos policiais no Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) durante a mudança de prédio exemplifica o tamanho do novo imóvel. São 7,5 mil metros quadrados onde funcionarão  11 delegacias. A inauguração oficial da sede, no bairro Anchieta, perto do aeroporto Salgado Filho, está prevista para 23 de outubro. 

O brinquedo, que vem sendo usado para percorrer os longos corredores, pertence a um dos policiais. Acabou sendo disputado pelos colegas. O imóvel tem dois andares e o dobro do espaço do prédio ocupado anteriormente. 

Leia mais
Nova penitenciária de Porto Alegre tem inauguração adiada
Divulgada lista de convocação de 2 mil aprovados em concurso da Brigada Militar
"Investiguei sem precisar dar tiro", diz delegado que se aposenta após 46 anos de polícia

Durante 21 anos, a sede do departamento esteve no mesmo local, na Rua Professor Cristiano Fischer, no bairro Petrópolis. No prédio ficavam cinco delegacias. As demais se situavam em espaços distintos. 

— Vamos finalmente ter um departamento unificado. Todos os delegados no mesmo local. Com isso, vamos otimizar o trabalho. Vou poder, de forma muito mais célere, reunir meu grupo — comemora o diretor do Deic, Rodrigo Bozzetto.

Com os aluguéis anteriores, o custo era de R$ 83 mil. A nova sede está alugada por R$ 85 mil mensais — R$ 1 milhão ao ano.

— Segurança custa dinheiro.O que é importante frisar é o ganho que vou ter na investigação, na qualidade laboral dos policiais e nos resultados. Em termos de aluguel ficou igual, mas liberamos espaços que poderão ser usados (antigas sedes próprias).

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - Sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) fica na Avenida das Indústrias, perto do aeroporto Salgado Filho, na Zona Norte.
Novo prédio tem dois andares e 7,5 mil metros quadradosFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Localização

A localização é considerada estratégica pela proximidade com a freeway e a BR-116. Como o departamento tem atribuição estadual, ficará mais fácil partir para regiões como Serra, Litoral e Sul. Cerca de 200 policiais trabalharão no local. 

Junto à sede, será inaugurada a Delegacia de Polícia de Repressão ao Crime de Lavagem de Dinheiro (DRLD). 

— Faz parte da estratégia de combate cada vez mais eficaz ao crime organizado e à lavagem de dinheiro. A eficácia passa pela descapitalização dos criminosos — afirma o chefe da Polícia, delegado Emerson Wendt.   

O imóvel, na Avenida das Indústrias, abrigou por 50 anos uma fábrica de componentes para indústria automotiva, que teve falência decretada neste ano. O espaço foi reformado. A mudança recebeu apoio da comunidade, que doou mobiliário e equipamentos.

As delegacias 


- Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA)

- Delegacia de Repressão Crimes Informáticos (DRCI)

- Delegacia de Meio Ambiente (DEMA) 

- Delegacia de Repressão à Lavagem de Dinheiro (DRLD)

- Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio e Serviços Delegados (DRCP)

- 1ª Delegacia de Repressão a Roubos (1ª DR)

- Delegacia de Roubo de Veículos (DRV)

- Delegacia do Consumidor (DECON)

- Delegacia de Capturas (DECAP)

- Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto de Cargas (DRFC) 

- Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária (DEAT)

Novidades

- Elevador com acessibilidade para cadeirantes. 

- Três celas masculinas e duas femininas. Na sede antiga não havia essa divisão. 

- Auditório com 120 lugares será usado como espaço para cursos. 

- Mapa na entrada do prédio para orientar o público. 

- Academia para treino dos policiais. 

- Salas para arquivar documentos. 

- Dois estacionamentos cobertos e heliponto. 

- A torre da caixa d'água receberá um brasão da Polícia Civil


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros