Identificada mulher encontrada morta em quarto de motel em Porto Alegre - Polícia

Vers?o mobile

 

Investigação04/10/2018 | 16h29Atualizada em 04/10/2018 | 16h31

Identificada mulher encontrada morta em quarto de motel em Porto Alegre

Peritos chegaram à identidade da vítima por meio da análise de impressões digitais

Identificada mulher encontrada morta em quarto de motel em Porto Alegre Polícia Civil/Divulgação
Gabriela da Rosa tinha 18 anos e foi localizada sem vida na quarta-feira, na Zona Sul Foto: Polícia Civil / Divulgação

O Instituto-Geral de Perícias (IGP) identificou a mulher encontrada morta em um motel na zona sul de Porto Alegre, na manhã desta quarta-feira (3). Trata-se de Gabriela da Rosa Silva, 18 anos. Conforme a delegada Tatiana Bastos, peritos chegaram até a identificação dela a partir da análise das impressões digitais. Conforme a policial, a vítima sofreu violências físicas e sexuais, de acordo com análise preliminar do IGP. Mas a causa da morte ainda é desconhecida.

A mulher trabalhava como garota de programa, próximo do final da linha T11, e costumava atender os clientes no motel da Rua Conselheiro Xavier da Costa, no bairro Ipanema. Uma funcionária do local relatou que já teria visto Gabriela pelo menos quatro vezes. Colegas de profissão relataram que a viram pela última vez por volta das 13h de terça-feira. Entretanto, salientaram que ela não trabalhava até muito tarde.

Leia mais
PM e garota de 15 anos são encontrados mortos em motel em São Paulo 
Cinco pessoas são mortas em apart-hotel em Florianópolis 
Homem morre ao fazer manutenção de elevador em hotel de Porto Alegre

A suspeita é que ela teria sido chamada para um programa à noite por um homem conhecido dela, ao qual ela estaria saindo há pelo menos um mês. A mulher deixa um filho pequeno, que não teve a idade informada.

Um funcionário do motel relatou à polícia que o homem chegou ao motel por volta das 22h, mas não teria visto a mulher no carro, devido aos vidros escuros. Por volta das 2h45min de quarta-feira, o homem pagou a conta, disse que iria comprar um lanche e que voltaria em seguida, o que não ocorreu.

Às 5h30min, o porteiro estranhou a demora e foi até o quarto. Ao espiar pelo passa-pratos percebeu a mulher caída no chão. Inicialmente, tentaram contatá-la tocando o interfone do apartamento. Como não obtiveram resposta, os funcionários fizeram uso da chave reserva para entrar no local.

— De cara, vimos a mulher caída, no chão — relembra a funcionária do motel.


Polícia busca câmeras de segurança

A Polícia Civil busca imagens do sistema de câmera de casas próximas para tentar identificar o carro utilizado pelo homem. Conforme a delegada, há material sendo analisado.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros