Ladrão furta alimentos e deixa alunos sem merenda em escola de Cachoeirinha - Polícia

Versão mobile

 

Criminalidade19/10/2018 | 20h29Atualizada em 19/10/2018 | 20h29

Ladrão furta alimentos e deixa alunos sem merenda em escola de Cachoeirinha

Homem teria invadido instituição ao menos três vezes desde setembro

Ladrão furta alimentos e deixa alunos sem merenda em escola de Cachoeirinha Divulgação/Câmera de segurança
Homem foi flagrado por câmeras de segurança Foto: Divulgação / Câmera de segurança
GaúchaZH
GaúchaZH

Desde setembro, a Escola Estadual de Educação Básica Luiz de Camões, localizada no bairro Bom Princípio, em Cachoeirinha, vem sofrendo com a ação de um mesmo homem, que já invadiu o local três vezes, furtando objetos. Na mais recente, no domingo passado, ele levou, entre outras coisas, um rancho, deixando os alunos sem merenda.

Leia mais
Escola de Cachoeirinha faz ato em memória de aluna morta em briga com colega
Como a escola de Cachoeirinha que teve uma aluna morta dentro da sala de aula tenta se reeguer
Durante fuga, criminosos em carro roubado derrubam muro e invadem pátio de casa em Cachoeirinha

Conforme imagens de câmeras de segurança, o mesmo homem teria invadido a escola em todas as oportunidades. De acordo com a diretora da instituição, que pediu para não ser identificada, o homem costuma praticar os furtos em finais de semana ou feriados, durante a noite ou a madrugada, quando o colégio está fechado.

— Ele invadiu três vezes. Na primeira, levou três pacotes de café e açúcar. Na segunda, entrou pelo telhado da secretaria e levou uma caixa de som. Na terceira e última vez, levou alimentos, um ventilador, panelas de alumínio e uma lata de lixo. Só não levou mais coisas porque havia cadeado.

Segundo o delegado Leonel Baldasso, da 1ª Delegacia de Cachoeirinha, o homem já foi identificado. Ele tem pelo menos oito passagens pela polícia pelo crime de furto, praticado principalmente em escolas da cidade.

— É muita ousadia roubar alimentos em escolas. Ele é usuário de drogas, e costuma levar comida e objetos de pequeno valor. Estamos analisando as imagens das câmeras de monitoramento da escola, e vamos pedir a prisão preventiva dele na sequência.

Segundo o delegado, o homem, que é morador de rua e ainda não foi localizado, já havia sido preso em flagrante no mês passado pelo crime de furto qualificado. No entanto, logo foi solto, tendo em vista que, no delito que praticou, não há violência contra a pessoa.

A mãe de uma aluna, que não quis se identificar, lamenta o furto da merenda escolar.

— A minha filha leva a merenda de casa, pois às vezes têm e às vezes não. Mas algumas crianças precisam, esperam pela comida.

Ela afirma que crimes são recorrentes na região.

— É assalto todos os dias, à mão armada, eles levam principalmente celulares. Já houve cinco assaltos em apenas um dia. Não vou nem na pracinha com meu filho, na última vez em que fui, um cara colocou a arma na minha cabeça.

Doações

A direção da escola e os familiares de alunos realizarão campanha para repor os alimentos furtados. Doações podem ser entregues neste final de semana, em frente ao Supermercado Curitibano (Rua Curitibanos, 563, bairro Bom Princípio) ou durante a semana, diretamente na instituição de ensino.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros