Traficantes alvos de ação no RS e em dois Estados se escondiam em praias de SC - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Operação policial 22/11/2018 | 21h49Atualizada em 22/11/2018 | 21h49

Traficantes alvos de ação no RS e em dois Estados se escondiam em praias de SC

Mais de 200 agentes cumpriram mandados nesta quinta-feira

Traficantes alvos de ação no RS e em dois Estados se escondiam em praias de SC Divulgação, Polícia Civil/
Mandados foram cumpridos na praia de Garopaba, em Santa Catarina Foto: Divulgação, Polícia Civil

Para tentar fugir da mira dos policiais, a maioria dos cerca de 50 investigados na Operação All In – deflagrada nesta quinta-feira (22) no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Mato Grosso do Sul – se escondia no litoral sul catarinense, em Garopaba e em Imbituba. Segundo o diretor de Investigações do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc), delegado Mario Souza, a base do esquema funcionava nas praias do Estado. 

Leia mais
Polícia desarticula esquema de venda de drogas envolvendo traficantes do RS e mais dois Estados
Polícia Civil fecha depósito com 11 quilos de cocaína em ilha de Porto Alegre
Traficante brasileiro extraditado do Paraguai é levado para o Paraná

— Traficantes gaúchos e catarinenses são investigados por um complexo e diferenciado esquema de tráfico de drogas. E chamou atenção a opção deles por escolher o litoral catarinense, por ser um lugar longe de grandes movimentações e voltado para o turismo, não despertando aparentemente a atenção da polícia — ressaltou. 

Souza disse ainda que a venda de drogas ocorria para vários Estados, principalmente das regiões Sul e Sudeste do país. O delegado ressaltou que o esquema funcionava como um cartel – ou seja, o grupo comprava drogas via Foz do Iguaçu, no Paraná e, por meio de um complexo esquema de distribuição, revendia para outras quadrilhas. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 22/11/2018 - Operação Polícial: ALL IN. (FOTOGRAFO: RONALDO BERNARDI / AGENCIA RBS)
Mandados também foram cumpridos em seis cidades do Rio Grande do SulFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Operação 

Conforme a investigação, em apenas quatro meses, o grupo teria movimentado cerca de R$ 2 milhões. Além do tráfico de drogas, os criminosos também traficavam armas e lavavam dinheiro com depósitos em contas bancárias e compra de veículos de luxo.

Em 10 meses de apuração, a polícia identificou 46 envolvidos. A investigação começou após apreensão de cerca de duas toneladas de maconha, no início do ano, em Garopaba. 

ASSINE
Black Week GaúchaZH com até 90% de desconto!

Mais de 200 policiais cumpriram nesta quinta-feira 92 mandados judiciais, sendo 35 de prisão – 15 deles em seis cidades no Rio Grande do Sul. As ações no Estado foram na Região Metropolitana, no Vale do Sinos e em Passo Fundo.

Até as 18h, 27 suspeitos haviam sido presos em Santa Catarina (22) e no Rio Grande do Sul (5). Os nomes dos detidos não foram divulgados, mas Souza informou que os dois líderes foram presos, um gaúcho e um catarinense. 

Ainda não é assinante? Aproveite as ofertas exclusivas de Black Friday e assine agora! 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros