Preso suspeito de matar enteado de dois anos em Encruzilhada do Sul - Polícia

Versão mobile

 

Vale do Rio Pardo07/12/2018 | 21h30Atualizada em 07/12/2018 | 21h31

Preso suspeito de matar enteado de dois anos em Encruzilhada do Sul

Menino morreu no hospital, na quarta-feira (5), com sinais de espancamento

O homem suspeito de matar o enteado de dois anos, em Encruzilhada do Sul, foi preso na noite desta quinta-feira (6). Ele foi encontrado em uma casa em Santa Cruz do Sul, também no Vale do Rio Pardo, por volta das 22h. A residência seria de uma tia dele.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Raquel Schneider, o homem – que não teve o nome divulgado pela polícia – foi encaminhado ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul. Ele tem dois antecedentes criminais por violência doméstica contra uma ex-companheira – um em 2014, por descumprimento de medida protetiva, e outro em 2015, por lesão corporal.

Leia mais
Padrasto é suspeito de matar criança de dois anos por espancamento 
Bebê de sete dias morre após procedimento em hospital em São Leopoldo 
Casal e bebê de um ano são mortos a tiros em carro na zona norte de Porto Alegre

A morte da criança ocorreu na madrugada de quarta-feira (5). O menino morreu no Hospital Santa Bárbara, com sinais de espancamento.

A mãe do menino relatou à polícia que acordou às 5h e percebeu que a criança estava desacordada no berço. A mulher saiu para a rua, na Vila Xavier, e começou a gritar por socorro. Uma vizinha ouviu o barulho e levou a mãe e a criança para o hospital. 

A mãe do garoto, que passou mal durante o depoimento à polícia, relatou que o padrasto não estava em casa no momento. Entretanto, vizinhos afirmaram que o homem estava no local e fugiu. 

A polícia aguarda agora o laudo definitivo da perícia. O exame preliminar apontou que a criança morreu por politraumatismo e foi asfixiada. O menino tinha costelas fraturadas e várias marcas roxas no corpo e no rosto.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros