Feminicídios aumentam 41% no Rio Grande do Sul - Polícia

Vers?o mobile

 

Violência09/01/2019 | 20h56Atualizada em 09/01/2019 | 20h56

Feminicídios aumentam 41% no Rio Grande do Sul

Em comparação com 2017, foram mortas 34 mulheres a mais no ano passado

Feminicídios aumentam 41% no Rio Grande do Sul Camila Domingues/Agencia RBS
Em um dos 117 casos, Michele Pires, 35 anos, foi assassinada pelo ex-companheiro. Família fez manifestação, pedindo justiça Foto: Camila Domingues / Agencia RBS

Os indicadores de criminalidade divulgados nesta quarta-feira (9) revelaram uma situação preocupante: cresceu em 41% as mortes de mulheres por questões de gênero. Foram 117 vítimas no ano passado contra 83 em 2017. Ou seja, 34 a mais.

Leia mais
Dados periciais reforçam hipótese de que ex-prefeito de Estância Velha matou a namorada
"É preciso romper o silêncio", diz tio de bancária morta pelo ex em Porto Alegre
Casada, mãe e alvo de violência doméstica: o perfil das vítimas de feminicídio no RS

O número de feminicídios é o maior registrado no Estado deste 2012, quando começou o levantamento da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Naquele ano, 101 mulheres foram mortas nestas condições.

Também cresceram as tentativas de feminicídios: foram 31 casos a mais, o que representa uma elevação de 9,5%. De 324 registros, passou para 355. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros