Duas galerias da penitenciária de Sapucaia do Sul estão concluídas - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Sistema prisional01/04/2019 | 21h14

Duas galerias da penitenciária de Sapucaia do Sul estão concluídas

Previsão é de que construção seja finalizada em outubro. Unidade terá 600 vagas

Duas galerias da penitenciária de Sapucaia do Sul estão concluídas Lauro Alves/Agencia RBS
As 36 celas já finalizadas foram construídas na fábrica e, depois, instaladas no local. Processo agiliza a montagem Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Leticia Mendes

Considerada alternativa para desafogar prisões e delegacias da Região Metropolitana, onde presos são mantidos até conseguir vagas no sistema carcerário, a Penitenciária Estadual de Sapucaia do Sul está com duas galerias prontas. As 276 vagas representam quase metade da capacidade da casa prisional, que terá espaço para 600 detentos. Com 23% do total concluído, a construção deve ser finalizada até outubro. 

Leia mais
Obras do novo presídio de Sapucaia do Sul começam no dia 2 de janeiro
Galerias do presídio de Sapucaia do Sul devem começar a ser construídas ainda este mês
Com fugas e superlotação em delegacias, governo do RS anuncia mudanças no sistema prisional

Segundo o diretor executivo da construtora Verdi, Fernando Caumo, o diferencial desta obra é o aumento do processo de industrialização, que chega a 60%. As 36 celas foram construídas na fábrica, em Ivoti, no Vale do Sinos, e transportadas já montadas até o canteiro de obras. Assim, foram necessários somente três dias para montar as duas primeiras galerias, com cerca de mil metros quadrados. 

— Enquanto estamos fazendo a obra aqui, estamos produzindo lá na fábrica. Isso dá muito mais agilidade ao processo — explica. 

Em cada galeria há 18 celas, sendo 17 para oito presos e uma para dois. Mais 48 vagas estarão distribuídas em outros dois espaços, já que os apenados que trabalham na cozinha podem ficar em área separada, assim como aqueles que estarão isolados. 

O modelo adotado permite que os agentes circulem pelo alto das galerias, sem precisar ter contato direto com os presos. O sistema possibilita que as celas sejam abertas e fechadas a distância.

A empresa responsável pela obra construiu outras prisões em sistema semelhante no Estado, como em Bento Gonçalves, Guaíba, Venâncio Aires e Porto Alegre.

No canteiro, operários estão preparando a área que abrigará um módulo integrado. A montagem desse espaço é considerada a mais complexa pela construtora. Com 3,6 mil metros quadrados, equivale a 60% do total a ser construído – a prisão terá 8,8 mil metros quadrados. O local contará com salas de aula, espaços para oficinas, pátio coberto, cela para visitas íntimas, entre outros. 

O terreno onde está sendo construída a penitenciária era coberto por mata. Segundo o engenheiro Eduardo Citadin, inicialmente foi feita a supressão da vegetação que cobria a área, aos fundos do Zoológico de Sapucaia. Esse processo levou cerca de 50 dias. Também foi preciso fazer retirada da terra para que a área ficasse plana. A terraplenagem ainda está sendo feita em parte do terreno e deverá levar, pelo menos, mais alguns dias. A previsão é de que as outras duas galerias sejam instaladas em maio. 

 SAPUCAIA DO SUL,  RS, BRASIL, 22/03/2019- Andamento da obra da prisão, com previsão de 600 vagas.(FOTOGRAFO: LAURO ALVES / AGENCIA RBS)
Em cada galeria há 18 celasFoto: Lauro Alves / Agencia RBS

Permuta

Orçada em R$ 44,2 milhões, a construção da prisão está sendo realizada por meio de permuta entre o governo do Estado e a iniciativa privada. Após a finalização da obra, estima-se que serão necessários mais 60 dias para a inauguração do presídio.

Em troca, a empresa receberá o terreno do Ginásio da Brigada Militar, na esquina das avenidas Ipiranga e Silva Só, em Porto Alegre, avaliada em R$ 40,5 milhões, e uma série de imóveis do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer). O Executivo optou por não reformar o ginásio após o imóvel ser destruído durante temporal em outubro de 2017.

 SAPUCAIA DO SUL,  RS, BRASIL, 22/03/2019- Andamento da obra da prisão, com previsão de 600 vagas.(FOTOGRAFO: LAURO ALVES / AGENCIA RBS)
As 36 celas foram construídas na fábrica e transportadas já montadas até o canteiro de obrasFoto: Lauro Alves / Agencia RBS


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros