Suspeito de matar cabeleireiro se apresenta à polícia e alega legítima defesa - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Região Metropolitana14/05/2019 | 22h21Atualizada em 14/05/2019 | 22h21

Suspeito de matar cabeleireiro se apresenta à polícia e alega legítima defesa

Jovem disse que atacou Dionatan para proteger seu companheiro

Suspeito de matar cabeleireiro se apresenta à polícia e alega legítima defesa Divulgação/Arquivo Pessoal
Dionatan Francisco de Souza, 28 anos, foi morto a facadas Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

O suspeito de matar o cabeleireiro Dionatan Francisco de Souza, 28 anos, em Gravataí, se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira (14) e confessou o crime. O jovem, de 18 anos, teve a prisão preventiva decretada ainda durante o interrogatório na Delegacia de Homicídios do município.

Leia mais
"Não descanso enquanto não vir os matadores do meu filho presos", diz mãe de cabeleireiro assassinado em Gravataí 

Ele se apresentou em uma Delegacia de Polícia de Porto Alegre e foi levado até Gravataí por agentes. Na Delegacia de Homicídios, prestou depoimento e alegou legítima defesa de terceiros. Segundo o delegado Eduardo do Amaral, o preso, que não teve o nome divulgado, disse que ele e o companheiro, um adolescente de 17 anos, conheceram Dionatan em um aplicativo de relacionamentos na noite do assassinato

O assassinato teria acontecido quando, segundo ele, viu o adolescente sendo agredido pelo cabeleireiro. Sem saber o motivo, disse que pegou uma faca no apartamento e passou a atacar Dionatan, que morreu por causa dos ferimentos. 

Na sequência, fugiram do local levando a faca usada no crime e as chaves do apartamento. 

— Nossa linha se distancia do latrocínio e vai para o homicídio doloso — afirma o delegado. 

O adolescente também já está identificado pelos agentes, mas ainda não há um mandado de internação contra ele. Os dois suspeitos do crime não possuem outros antecedentes criminais.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros